fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

04/12/2020
Comentários

Mãos segurando presente de natal. Em volta há várias outras embalagens com presentes também.

Eis que finalmente chegou o mês de dezembro e com ele todos os preparativos e previsões para as vendas no Natal 2020. Pois é, mal deixamos a Black Friday para trás e já é hora de olhar adiante, mesmo que o horizonte ainda pareça um pouco nebuloso.

Ao se aventurar pelas manchetes dos jornais, é difícil tirar conclusões a respeito das previsões para as vendas no Natal. De um lado temos uma parcela de comerciantes e analistas que se mostra otimista com a data, apostando que as restrições e dificuldades vividas ao longo do ano vão estimular o desejo de compra dos consumidores.

Mas, de outro lado, há quem diga que os impactos negativos da pandemia vão falar mais alto: o aumento do índice de desemprego e a crise econômica. Tudo isso pode refletir diretamente no poder de compra da população e, consequentemente, nas vendas no Natal deste ano.

Mesmo diante de um cenário incerto, o que não dá é para ficar parado. Como a informação deve estar à frente de todo e qualquer planejamento, o objetivo do texto de hoje é construir um panorama a respeito do Natal 2020 para te ajudar a definir a melhor estratégia para sua temporada de festas.

Para saber mais, continue a leitura!

Vendas no Natal 2020: o que dizem os especialistas?

No dia 17 de novembro de 2019, pouco mais de um ano atrás, foi registrado o primeiro diagnóstico oficial de Covid-19 no mundo. Ninguém poderia imaginar a transformação que o mundo inteiro viveria ao longo desses 12 meses e por isso não causa muito espanto o fato de não haver consenso entre especialistas a respeito do que esperar do Natal 2020.

Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) projetam um crescimento de 2,2% de vendas no Natal, com uma movimentação prevista de R$37,5 bilhões. Em 2019, o crescimento foi de 2,7%.

Para o economista Marcel Solimeo, a expectativa é que até dezembro o varejo atinja o mesmo nível em que estava em dezembro de 2019, o que faz ele acreditar que podemos esperar um bom Natal 2020. Ele destaca que o pagamento do 13º será um fator importante para um bom desempenho das lojas, atrelado aos esforços de reabertura do comércio pós-pandemia.

Uma apuração do Correio Braziliense revelou o mesmo otimismo por parte dos comerciantes, principalmente depois da experiência positiva no Dia das Crianças. Segundo o presidente da Fecomércio – DF, qualquer margem de crescimento já é uma vitória. “Depois da pandemia, cada 2% ou 3% serão muita coisa. Se chegar a 10% no presencial será maravilhoso!”, disse.

No entanto, outros dados revelam que é preciso ter cautela. A contratação de trabalhadores temporários, que costuma mostrar as expectativas em relação às vendas no Natal, está em queda: segundo a pesquisa da CNC, 70,7 mil colaboradores deverão ser contratados para o Natal 2020, uma diferença de 19,7% em relação a 2019.

Mulher de vestido segurando sacolas de compras perto de uma árvore de natal.

Em quem acreditar?

Essa contradição nos dados não significa que uma ou outra pesquisa esteja errada. O fato é que estamos vivendo um período de grandes incertezas e a ambiguidade entre informações e expectativas sobre as vendas no Natal revela exatamente essa instabilidade.

A reportagem do Correio Braziliense, por exemplo, mostra otimismo por parte dos varejistas, mas também aponta para o fato de que muitos anteciparam suas vendas no Natal. Esse simples fato já indica uma certa urgência para impulsionar o faturamento, o que nos leva a crer que o desempenho do segundo semestre não foi tão bom assim, mesmo com a reabertura do comércio.

A queda na contratação de temporários é outro fator que gera desconfiança. Em Belo Horizonte, a oferta de vagas caiu 40% em relação a anos anteriores, o que mostra que os empresários estão mais cautelosos e enxergando menos oportunidade de vendas no varejo físico.

Os rumores de uma segunda onda da pandemia também deve inspirar a mesma cautela por parte dos consumidores, tanto em relação aos riscos físicos de enfrentar os centros de compras, como também aos impactos na economia, caso haja uma nova quarentena.

Comércio eletrônico: a aposta para as vendas no Natal 2020

Pessoa usando tablet para comprar produtos de natal em um e-commerce.

A boa notícia é que nenhum dos fatos acima apaga a realidade: existe uma demanda reprimida por parte dos consumidores que devem aproveitar o 13º para adquirir o que foi deixado de lado ao longo do ano e também buscar nas compras uma espécie de recompensa após um ano cheio de perdas e dificuldades.

Para além desses indicadores subjetivos, o comércio tem a seu favor o grande fenômeno de 2020, que foi o crescimento extraordinário das vendas pela internet. Mesmo com toda a instabilidade trazida pela pandemia, o e-commerce brasileiro bateu recordes de faturamento e alcançou um crescimento de 56,8% em relação a 2019.

Os aplicativos de venda também caíram no gosto da população, com receita estimada em U$45 milhões no Brasil. As vendas mobile oferecem uma experiência de compra ainda mais prática que os e-commerces tradicionais, já que vão ao encontro a outro hábito crescente entre os brasileiros, que é concentrar no smartphone o uso de internet.

Segundo o relatório da Criteo a respeito de expectativas para as vendas no Natal 2020, 82% dos consumidores pretendem buscar seus presentes no e-commerce, enviando as compras diretamente para os presenteados.

O sucesso está no e-commerce

É impossível cravar como será o desempenho nas vendas no Natal 2020, mas independente de como forem os números, a maior expectativa do sucesso está mesmo no e-commerce.

Quem está receoso sobre qual alternativa seguir nessa temporada de fim de ano certamente terá mais chances de vender se apostar em soluções virtuais, que inclusive podem ajudar a reduzir os custos operacionais que uma campanha de Natal na loja física pode trazer.

Além de bons preços, os consumidores esperam qualidade no serviço e o máximo de praticidade possível, como sites fáceis de navegar e entregas rápidas e confiáveis.

Para saber mais, conheça a OpenK e veja como nossos serviços podem te ajudar a alavancar as vendas no Natal 2020 para aproveitar ao máximo todas as oportunidades no horizonte. Te esperamos lá!


Comentários

Deixa seu Comentário