fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

16/09/2021
Comentários

Foto mão segurando uma lâmpada incandescente apagada. O fundo é lilás e a pessoa está vestindo casaco laranja.

Vamos supor que você está na praça de alimentação de um Shopping Center e bateu aquela fome. Neste instante à sua frente estão dois restaurantes: um cheio e um vazio. Pensando que quer comer bem, em qual vai entrar? Teoricamente, aquele que tem mais visitas é o que vende mais – logo o melhor, certo? Pois bem, no e-commerce não funciona assim, e é aí que entra a taxa de conversão.

Quando falamos de vendas online, toda ação gera relatórios e métricas. Há várias delas, mas a taxa de conversão é quem vai, de verdade, definir a saúde do seu negócio na internet.

É importante que você entenda que sucesso e saúde são termos bem diferentes: enquanto sucesso pode ser tão pessoal quanto “fechar todas as contas e ainda sobrar um lucrinho” ou “faturar acima de R$ 500 mil/mês”, um negócio saudável é aquele que precisa investir o menos possível para ter o máximo de resultados. E isso é o que todo mundo quer.

Então vem com a gente que, independente de quais são as suas ambições, vamos te ajudar a ter um negócio saudável aumentando a taxa de conversão.

Conheça a taxa de conversão

Ilustração com um funil. No topo há ícone de pessoas e mensagens, entre outros. Na ponta há moedas caindo em celular.

O conceito de taxa de conversão é bem simples: é a relação entre quem foi impactado e quem executou a ação esperada. Apesar disso, ela serve para mensurar praticamente tudo o que você for fazer para aumentar a sua performance.

Pegando o exemplo da praça de alimentação, lá você vai ter, no máximo, algumas dezenas de concorrentes. Mas sabemos que nas vendas online são centenas de milhares de outras lojas disputando os mesmos clientes. Logo, contamos com várias ferramentas para aumentar a nossa visibilidade e, por consequência, atrair mais compradores.

Por isso, você pode calcular essa métrica para todas as suas ações de marketing: número de pessoas que viram/clicaram no anúncio, quem assinou a newsletter para receber e-mail marketing, seguidoras nas mídias sociais a partir de uma postagem com influenciador… Mas aqui vamos focar apenas na taxa de conversão do final do funil, onde todas essas visitas chegam: a conversão de vendas.

Como calcular a taxa de conversão de vendas no e-commerce?

Assim como o conceito, encontrar a sua taxa de conversão é bem fácil – principalmente porque a sua própria plataforma de e-commerce já te oferece a quantidade de visitas (ou deveria fornecer). Neste caso, é só fazer a relação.

Vamos supor que, ao invés de um restaurante, você tenha um e-commerce alimentar:

#DicaOpenK: Por mais que essa seja uma situação hipotética, o segmento está em alta no momento. Para conhecer mais leia o texto: “alerta de negócio: supermercado virtual”.

TC = tráfego do site X100
pessoas que compraram

TC = 3.000 X100
20.000

TC= 1.000 X100
70.000

Taxa de conversão = 4,3%

Esse valor indica que, a cada 1.000 visitas que o seu site recebeu, 43 compraram. E aí, esse é um número satisfatório para você? Vamos descobrir agora.

Qual a taxa de conversão ideal?

Agora chegamos ao “x” da questão, saber qual a sua taxa é bem fácil. Determinar se ela é interessante ou não que é uma decisão mais complicada. O que nós indicamos é que você trabalhe por parâmetros.

O primeiro passo é escolher de acordo com o seu segmento. Segundo estudos da Growcode, a taxa média de conversão do e-commerce em 2021 está na faixa de 2,27% – vale lembrar que este é um número mundial. Aqui no Brasil não temos estudos muito recentes sobre o assunto, o último referenciado que encontramos é a da Experian Hitwise, de 2014, que apontava como 1,65%, mas vamos desconsiderar.

Esse é um norte geral. Se você conseguir se manter nesses 1,65% já é bem provável que o seu negócio seja extremamente lucrativo – levando em conta que 98% dos clientes não compram na primeira visita (lembrando que existem exceções).

Um e-commerce de joias preciosas, por exemplo, com certeza recebe bem mais visitas que um de bijuterias. Então a relação visitas/compras vai ser bem menor neste caso. Para te orientar melhor, o estudo da Growcode levantou a taxa média para alguns segmentos:

  • Saúde & Bem-Estar: 3,62%
  • Cuidados com animais de estimação: 3,28%
  • Alimentos & Bebidas: 2,37%
  • Vestuário e Acessórios da Moda: 2,44%
  • Equipamentos Elétricos & Comerciais: 2,23%
  • Esportes e Recreação: 1,75%
  • Bebê e Criança: 0,99

#DicaOpenK: Conhecer a taxa de conversão é um ótimo caminho para escolher em qual segmento abrir um e-commerce. Se você está tendo essa dúvida, não deixe de ler: “como escolher o melhor segmento para uma loja virtual”.

Dicas para melhorar a taxa de conversão da sua loja virtual

Foto mão segurando uma lâmpada incandescente apagada. O fundo é lilás e a pessoa está vestindo casaco laranja.

Até aqui você já entendeu o que é, como calcular e a importância de se ter uma quociente de conversão. Mas se a do seu e-commerce não estiver na média, o que fazer para melhorar esse quadro?

A resposta mais direta seria: tenha um e-commerce onde você gostaria de comprar. Esse é o nosso trabalho: criamos e-commerces e soluções em vendas online que tornam o caminho do sucesso mais fácil.
Leia com atenção cada uma das dicas e veja como podemos te ajudar: com nossa plataforma de e-commerces ou com dicas de conteúdos autorais.

1. Levar visitas para o seu site

A ideia é simples, quanto mais visitas, mais chances de alguma dessas pessoas comprar no seu site. Se o que você tem feito até hoje não tem gerado tráfego suficiente, está na hora de começar a investir em mídias pagas.

#DicaOpenK: As mídias pagas vão fazer você “furar fila”, aparecendo antes dos seus concorrentes. Mas, antes disso, é preciso criar um conteúdo atraente, então leia sobre “SEO para e-commerce: como otimizar seus resultados no Google” e aprenda como fazer.

2. Incentive comentários e avaliações

Voltando lá no caso do restaurante, quando alguém já foi e teve uma experiência positiva, você fica instigado a ir, independente de quão cheio está e do preço, não é?

Com o e-commerce funciona da mesma forma, mas chamamos de “gatilho mental de prova social”. É um aval de que outras pessoas compraram e gostaram da experiência que tiveram.

#DicaOpenK: Para que os seus clientes façam ótimos comentários a respeito do seu e-commerce, ele precisa realmente oferecer uma boa experiência. Descubra agora “4 dicas infalíveis.

Soluções Openk: Enviamos um e-mail automaticamente para os seus compradores com lembrete de qualificação de sua loja – seja no seu e-commerce ou no marketplace onde você escolheu vender.

3. Mostre que a sua loja é segura

É como dizem: “a primeira impressão é a que fica”. E com os números de fraudes só aumentando a cada dia (só no primeiro semestre de 2021 as tentativas cresceram 83,7%) é natural que seus visitantes fiquem desconfiados.

#DicaOpenK: Nós sabemos que você toma todos os cuidados para que tudo ocorra de forma limpa no seu e-commerce. Mas mais do que isso, é preciso demonstrar essas precauções. Leia nossas “5 dicas para mostrar aos seus clientes que sua loja é segura”.

Soluções Openk: Além de um site com design totalmente personalizado, nós oferecemos integração com sistemas antifraude, domínio personalizado e inserimos no rodapé os selos de segurança que sua loja conquistou.

4. Muita atenção com o frete

Muitas vezes o seu cliente vê o anúncio do produto no Google ou em alguma mídia social, fica encantado e trata logo de comprar. Mas chegando no check-in ele não contava com um frete tão alto (maior que 20% do valor do produto). Neste caso, ele se frustra, vai embora e leva a sua taxa de conversão para baixo.

#DicaOpenK: Quando falamos de preço de frete, não necessariamente estamos dizendo para você oferecer entrega grátis, mas sim que seja um valor aceitável. No texto “frete: não deixe que os seus clientes desistam das suas compras!” te damos algumas dicas de como diminuir esse custo (para você e seu consumidor).

Soluções Openk: O que acha de ter a sua loja integrada com os sistemas de várias transportadoras e facilitadoras logísticas como o Melhor Envio? Assim você vai ter a certeza de que sempre estará oferecendo o menor preço possível.

5. Foque em quem já comprou no seu e-commerce

Todas as dicas que falamos até aqui foram para convencer o seu prospect a comprar no seu e-commerce. Mas um outro caminho é focar em quem já atravessou todas essas etapas (ou pelo menos já se interessou por algum produto), incentivando-o a comprar novamente.

É como Kotler, considerado por muitos como o “pai do marketing” disse uma vez: “conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual”. E nós assinamos em baixo.

#DicaOpenK: Já ouviu falar em remarketing? Eles são e-mails enviados para quem já comprou ou visitou alguma página de produto no seu site. No texto ”dicas para Remarketing” te mostramos a parte operacional e escrita para fazer os seus.

Uma mão tocando tela de notebook com o texto: “muito mais que uma plataforma online. Acesse nosso site agora”.

Para melhores resultados, incremente a sua taxa de conversão

Ilustração de linha azul claro crescente com seta. Fundo azul escuro e lilás com várias linhas ligadas por pontos e números.

Sabemos que você chegou até esse texto pensando estritamente em como calcular e melhorar a taxa de conversão do seu e-commerce – e isso conseguimos te entregar. Mas saiba que para resultados ainda maiores outras métricas são necessárias.

A própria conversão, na verdade, é uma relação entre outras duas outras métricas (número de visitas e número de vendas). E dizemos mais, ela pode ser ainda mais aprofundada.

Já pensou, por exemplo, que a sua conversão pode se manter constante, mas a origem dessas vendas pode ser um fator decisivo para a saúde do seu negócio a longo prazo? Isso mesmo! Se a maior parte dos pedidos são de novos clientes, isso mostra que os antigos não gostaram do que receberam. Isso logo vai se espalhar, você não terá mais para quem vender e o seu e-commerce sofrerá danos a longo prazo – essa é a métrica de recompra.

Só nesses últimos parágrafos já falamos de três métricas além da taxa de conversão. Quer conhecer as principais do e-commerce? É só ler o texto: “métricas-chave para o seu e-commerce: descubra as principais

Alerta de spoiler: Uma delas é justamente essa que falamos em todo esse texto.
Se tiver dúvidas, pode contar com a gente!”


Comentários

Deixa seu Comentário