fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

10/08/2018
Comentários

Primeiro semestre de 2018 no e-commerce: dois empresários cumprimentando

O e-commerce já é o setor do varejo em mais evidência hoje em dia. Seu histórico de crescimento é sempre constante ano a ano, sempre com índices positivos e aumento nas vendas. Mas como será que o primeiro semestre de 2018 no e-commerce se saiu? Será que as vendas aumentaram como sempre?

Mais do que vendas, o primeiro semestre de 2018 no e-commerce nos trouxe vários entendimentos do que é necessário melhorar. Números positivos também podem ser traiçoeiros, já que eles sempre poderiam melhorar. Sem analisar outros fatores, acabamos nos estagnando no mesmo lugar e não levamos os índices para desenvolvimentos ainda maiores.

Vamos descobrir juntos o que o primeiro semestre de 2018 no e-commerce tem para nos ensinar?

As informações são do relatório Radar do E-commerce, da consultora Neoatlas.

O primeiro semestre de 2018 no e-commerce pede mais fidelização

As vendas cresceram, como era de se esperar. O primeiro semestre de 2018 no e-commerce mostrou um aumento de 13,5% nas vendas em relação ao mesmo período no ano passado.

Primeiro semestre de 2018 no e-commerce: dois empresários comprimentando

O aumento das vendas está relacionado com o crescimento do setor inteiro, o que é ótimo. Ao mesmo tempo, o estudo nos mostra alguns dados que mostram a necessidade de melhora em algumas questões. A mais urgente, pela nossa interpretação, é a questão da fidelização.

“Saber que apenas 26% dos clientes compram mais de uma vez na loja virtual é, no mínimo, preocupante”

O primeiro semestre de 2018 no e-commerce mostra que, de todas as compras em sites, 40,2% são feitas por novos visitantes e 59,8% são por visitantes recorrentes. Boa notícia? Poderia ser, mas esses recorrentes não estão sendo fidelizados: 74% deles nunca mais compraram no site.

O que o índice nos mostra?

  • Mais pessoas conhecem o site e voltam para comprar;
  • Elas compram e esquecem do e-commerce;
  • Não há estratégias ativas para fidelizar esses clientes;

Esses índices do primeiro semestre de 2018 no e-commerce estão quase gritando por atenção. A fidelização é importante, e saber que apenas 26% dos clientes compram mais de uma vez na loja virtual é, no mínimo, preocupante.

Quando há um tratamento desses clientes, a página vira: de todos os que foram chamados para ação por e-mail, 35% retornaram para comprar.

Os marketplaces estão em alta

O primeiro semestre de 2018 no e-commerce também mostrou que os marketplaces estão em ascensão.

Primeiro semestre de 2018 no e-commerce: mulher comprando pelo e-commerce

Além de ter o seu próprio site para vender, você consegue maior visibilidade e mais vendas se integrar suas vendas com o marketplace ideal. Essa forma de trabalhar, pelo menos no primeiro semestre de 2018 no e-commerce, vem se mostrando como uma tendência que só se consolida.

35% do total de todas as vendas do e-commerce no primeiro semestre veio dos marketplaces. A expectativa é de que nos próximos anos esse índice aumente ainda mais.

Quer trabalhar com os marketplaces mas não sabe como? Então confira nosso artigo sobre o tema.

Quais setores vendem mais nos marketplaces?

  • Cama – 54%
  • Ferramentas – 49%
  • Eletrônicos – 47,1%
  • Bebês e crianças – 45,6%
  • Materiais artísticos – 45,6%
  • Pet Shop – 45,2%
  • Games – 44%

É preciso vender no mobile

O mobile sempre perdeu para as vendas em desktops, mas ele vem recuperando o fôlego e crescendo bastante.

 Primeiro semestre de 2018 no e-commerce: celular sendo segurando

Alguns segmentos registraram vendas no mobile atingindo a metade das vendas totais do site. O primeiro semestre de 2018 no e-commerce, então, só comprova o que sempre dizemos aqui no blog: loja virtual responsiva é um must have.

Os índices de carrinho abandonado mostram que os sites não estão preparados para a conversão

O primeiro semestre de 2018 no e-commerce teve ótimas vendas, mas como dissemos no início do artigo, esses índices positivos podem acabar mascarando situações complicadas e oportunidades de melhora.

Primeiro semestre de 2018 no e-commerce: código na tela do computador

Um bom exemplo é o KPI de carrinho abandonado. De todas as pessoas que montam um carrinho em um e-commerce, somente 18% delas finaliza a compra. 82% dos carrinhos são simplesmente abandonados.

Nós não temos dados que mostram quantas dessas 18% realmente finalizaram a compra com o pagamento do boleto ou com a autorização do cartão de crédito, mas com certeza o número é um pouco menor.

É necessário investir em user experience para garantir que as pessoas abandonem os carrinhos apenas por necessidade. Quantas delas o deixam porque não souberam finalizar a compra? É esse questionamento que o índice traz e que você deveria estar se fazendo agora.

No mais, o primeiro semestre de 2018 no e-commerce fechou com uma taxa de conversão de 1,4%, ticket médio de R$ 322,00 e 2,9 itens por compra. Nada mal, não é? Mas para melhorar essas pequenas questões de fidelização, mobile e UX, você vai precisar da ajuda de especialistas.

E as expectativas para o segundo semestre de 2018? Vamos descobrir no próximo artigo como será o resto do ano no e-commerce!


Comentários

Deixa seu Comentário