fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

15/02/2019
Comentários

O crescimento da popularidade dos e-commerces provoca também o aumento das possibilidades de roubos de dados em golpes na internet. Cabe aos comerciantes tomarem as devidas providências para garantir a segurança dos dados de seus usuários nos pagamentos online.

Isso pode ser feito com um bom sistema antifraude, que além de proteger os clientes aumenta a confiança deles com a sua loja e evita surpresas desagradáveis.

Como fazer para garantir que o sistema de pagamentos online da sua loja seja seguro? Confira mais sobre o tema no artigo a seguir!

Por que acontecem as fraudes em lojas online?

A primeira coisa que você precisa saber é que as fraudes acontecem devido à quantidade de informações pessoais em circulação. Basta uma pessoa mal intencionada com conhecimento em banco de dados para capturar dados de seus clientes e jogá-los na internet para que no futuro sejam usados para finalizar outras compras.

Os principais alvos dos golpistas são os sistemas de pagamentos online de e-commerces e marketplaces. Diferentemente do comércio tradicional, onde é necessário o cartão físico e a senha para realizar uma transação, a maioria dos sistemas de pagamentos online sem sistema antifraude solicitam apenas número de CPF e dados do cartão.

Em caso de golpe, não são só os consumidores saem perdendo. Além do risco de sofrer processos, as lojas podem ter que arcar com o prejuízo do chargeback, reversão de uma venda feita com pagamento em cartão em que o cliente recebe seu dinheiro de volta.

Na maioria dos casos, quando o chargeback é acionado o produto já foi entregue e a empresa acaba perdendo o produto e o valor estornado. Além disso, o site fica marcado pela falta de segurança. Portanto, evitar os golpes nos pagamentos online e ter um bom plano de ação antifraude é essencial para quem quer ter sucesso na sua loja online.

Como funcionam os pagamentos online?

sistema antifraude para pagamentos online

A grande maioria dos e-commerces utiliza sistemas de pagamentos online feitos por intermediários como o PayPal, Mercado Pago, PagSeguro ou Google Checkout. Nesses sistemas você transfere os seus dados para empresas maiores e especializadas, que oferecem recursos de segurança e até seguros antifraude.

Outros sites, como a Netshoes e as Lojas Americanas, possuem sistemas próprios para os pagamentos online. Nesses casos, a própria empresa é responsável por coletar e armazenar os dados de seus clientes, bem como oferecer segurança antifraude.

Fraudes mais comuns nos pagamentos online

Para tentar evitar que o seu site ou os seus clientes sejam vítimas de um golpe, é necessário entender a quais os tipos de fraudes que o seu site pode estar sujeito. Veja os mais comuns:

  • Fraude amigável: Quando alguém próximo ao titular do cartão realiza uma compra sem permissão. Quando o titular pede o estorno, a loja pode ter que arcar com o prejuízo inicialmente, mas pode recorrer;
  • Autofraude: Quando o titular do cartão realiza a compra, recebe o produto e, depois, registra a cobrança como indevida. O lojista arca com o prejuízo, ficando sem o produto e sem o dinheiro;
  • Fraude efetiva: O cartão clonado ou os dados roubados vão parar na mão de uma terceira pessoa que realiza a compra e recebe os produtos. Assim que consta a cobrança, o titular pede o estorno do valor que precisa ser devolvido pelo próprio lojista, mesmo que o produto já tenha sido entregue.

Nos três tipos de fraude, a loja precisa arcar com os custos do chargeback, o que diminui o faturamento da maioria das empresas sem segurança ou sistema antifraude no sistema de pagamentos online. Isso pode ser evitado com um bom sistema antifraude.

Como funciona um sistema antifraude?

sistema antifraude para pagamentos online

Mesmo que você tenha um profissional capacitado para a segurança e cuidar de todas as informações nos seus bancos de dados, se algo acontecer, é você quem será responsabilizado.

Ladrões de dados e hackers estão se especializando cada vez mais e a rapidez com que tudo ocorre é impressionante. Por isso, sua missão enquanto dono da empresa é escolher o melhor sistema antifraude para manter o controle de dados e garantir a segurança no check-out.

Uma das primeiras medidas deve ser reduzir o processamento de pontos de pagamento vulneráveis, como o armazenamento de números intermediários do CPF ou do cartão de crédito, por exemplo. A utilização do Protocolo SSL para criptografar as informações de seu site ou o uso de tokens torna mais fácil proteger dados do cliente que está comprando.

Outro método antifraude interessante é o de verificação de autenticidade, onde o cliente que realiza os pagamentos online precisa inserir alguma informação pessoal cadastrada anteriormente, como o endereço, para comprovar sua identidade. Se as respostas não baterem, a compra é automaticamente rejeitada.

Existem várias opções de sistemas antifraude que podem proteger o lojista e o consumidor de uma compra indesejada, evitando prejuízos com processos de estorno e pagamentos de indenizações por danos ao consumidor final.

A OpenK quer ajudar você a deixar o seu e-commerce perfeito, para melhorar a experiência dos usuários do seu site e aumentar os seus lucros. Fique ligado em nosso blog e acompanhe as melhores dicas para ter sucesso nas suas vendas online!


Comentários

Deixa seu Comentário