fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

26/02/2021
Comentários

mulher segura um cartão com a mão esquerda. A direita digita informações em um notebook.

Informação é poder.” Apesar de muitas vezes ser atribuída a Francis Bacon por volta de 1600, não sabemos realmente quem escreveu essa frase. Mas o que temos certeza é que ela repercute até hoje, inclusive nos negócios online.

Mas em meio a tantas notícias, muitas delas com fontes duvidosas, como ficar por dentro de tudo? Essa é a pergunta que nós nos fizemos, e como de costume já te apresentamos a solução…

Todo final de mês vamos fazer uma curadoria do que aconteceu de mais interessante no universo dos negócios online e trazer as discussões que valem a pena serem refletidas. O que acha?

E essa nova seção de textos começa hoje! Vamos lá?

Mercado

notebook em uma mesa com a tela mostrando gráficos, estatísticas e mapas.

Vamos começar com boas notícias? De acordo com o levantamento Global Outlook 2021, da Mastercard, 30% das empresas que migraram ou abriram “filiais” online durante a pandemia vão permanecer. Se isso parece pouco, pense que o tempo de vida médio dos e-commerces é de um ano e quatro meses, ou seja, todos esses negócios online vão superar essa triste estatística.

E pra falar a verdade esse é um número ideal: nem concorrentes demais, a ponto de ser impossível encontrar o seu e-commerce nas buscas, e nem de menos, o que pode deixar o mercado morno. Morno, inclusive, não definirá nem de longe os negócios online para 2021: a XP divulgou que as vendas no comércio eletrônico vão aumentar 32% neste ano.

Ou seja: teremos um número controlado de concorrentes e aumento nas vendas – seria este o cenário perfeito?

E falando em perfeição, segundo Samantha Schwarz, gerente de e-commerce da Infracommerce, fortes tendências apontam para o omnichannel. Em uma entrevista sobre o que 2020 ensinou para o e-commerce, ela defende que os negócios online do futuro serão aqueles que conseguirem vender em todos os lugares. Seja no e-commerce, marketplace, lojas online ou por clubes de assinaturas, evitando que o cliente precise procurar na concorrência.

#DicaOpenK: nós concordamos totalmente com Samanta, inclusive dizemos mais: o omnichannel não será o futuro, mas é o presente dos negócios online. Falamos disso no texto sobre como vender online na pandemia. Vale muito a pena dar uma olhada.

Vendas

mulher segura um cartão com a mão esquerda. A direita digita informações em um notebook.

Notícias de mercado: check. Agora vamos falar das notícias de negócios online que vão influenciar nas suas vendas:

Começamos com uma constatação: você precisa começar a investir em mídia paga para aumentar as vendas do seu e-commerce. Mesmo sabendo que estamos no número ideal de concorrentes, você sabe que não será fácil – ainda há 1,3 milhão de lojas online no Brasil e se você não investir em Google e Facebook Ads é bem provável que ninguém irá te conhecer e muitos menos visitar e comprar do seu negócio online. Não tem jeito, é um ciclo.

Outra missão dos negócios online é reduzir custos – grande parte deles vem de embalagens. E se nós te disséssemos que a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil abriu um canal exclusivo para atender os negócios online? Sim! A Klabin apresentou uma estratégia para fornecer embalagens para o varejo eletrônico. E como eles fabricam em grande quantidade, é bem possível que o produto final saia mais barato.

Com o seu negócio online tendo mais acesso e economizando nas embalagens falta mais o que? Variedade de pagamento! No Brasil, a Visa registrou 6 vezes mais transações online. Isso quer dizer que você deve oferecer só Visa no seu e-commerce? Não, isso indica que deve trabalhar o máximo de opções – inclusive o PIX, que já conta com mais de 159 milhões de chaves de acesso cadastradas.

#DicaOpenK: ainda sem saber muito bem como funciona o PIX para negócios online? Temos um texto bem interessante sobre o que é o PIX e como ele pode beneficiar o seu negócio que vai te ajudar.

Marketing

visão aérea de uma mesa com computador e mãos de uma pessoa mexendo em vários objetos como papéis, canetas e celular.

E-commerce sem marketing existe? Não, por isso, neste compilado das principais notícias deste mês precisamos falar sobre isso e o que elas apontam são tendências para o futuro, que está cada vez mais presente. Veja:

Para começar, a inteligência artificial está mais incluída nos negócios online do que você imagina, sendo utilizada na estratégia de marketing e vendas. Algumas aplicações visíveis estão no Chatbox e Whatsapp Business, em que é possível ter um atendimento personalizado, além de fazer a filtragem de leads com perguntas pré-programadas.

Várias inovações também foram listadas neste artigo sobre tendência para 2021. Entre elas algumas ainda pouco práticas, como o uso da realidade aumentada. Mas também vimos outras bem possíveis, como o omnichannel que já falamos aqui e o “Live Commerce”, que nada mais é quando uma pessoa demonstra, ao vivo, o manuseio do produto enquanto as pessoas compram online. Propostas muito interessantes!

E a terceira aposta em marketing para negócios online é a interação por voz. Ao menos é o que Guilherme Gomes, sócio-diretor da agência Cave Digital, disse nesta entrevista. Guilherme defende que os assistentes por voz estão cada vez mais populares, e a complexidade das suas funções também acompanham o crescimento.

#DicaOpenK: parece coisa do futuro, mas o voice commerce está chegando com tudo: até 2022 serão vendidos bilhões com essa estratégia. Conheça o voice commerce e o que fazer para preparar sua loja online.

Última pauta sobre negócios online: logística

entregador de camiseta azul marinho e crachá entregando produto. É mostrado a mão do cliente pegando a caixa.

Tudo no e-commerce está conectado. Lembra quando eu disse ali em cima sobre economizar com embalagens? Pois então, elas estão diretamente relacionadas com o custo final do seu envio. E é sobre isso que vamos falar agora, uma ótima forma de otimizar as entregas é trabalhando melhor suas estratégias de logística.

E a primeira notícia sobre o assunto é um compilado de boas práticas de como você pode melhorar a logística do seu e-commerce divulgado pelo e-commerce Brasil. Nele, alguns pontos abordados são (mais uma vez) o omnichannel, boa parceria com transportadoras e dedicação à logística reversa.

Uma outra notícia que repercutiu bastante foi sobre a Via Varejo lançar plataforma logística para marketplace. Assim como o Mercado Livre Full, e a Fulfillment By Amazon, a Casas Bahia também entrou nessa disputa, criando o Envvias para vendas online na Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com.br.

E para terminar temos mais uma ótima notícia para os negócios online: os Correios anunciam alterações comerciais para empresas de e-commerce. As mudanças para quem possui contrato com a estatal inclui um custo menor para encomendas distantes, redução do prazo de entrega do SEDEX para 700 trechos e redução no preço do PAC para 4 dias em destinos estaduais e 5 dias para nacionais. Nada mal, não é?

Viu, mesmo em meio a tantas intempéries no mês de fevereiro, assim como em todos os últimos meses, não tivemos uma só notícia totalmente ruim neste texto? Não que nós estejamos camuflando as dificuldades – afinal elas existem – mas o nosso perfil é encarar de frente cada uma delas, pelo bem do seu e do nosso negócio.

Mas o que estamos sentindo é que olhando para trás, depois de todos esses meses, estamos melhores e mais fortes que nunca. Talvez o e-commerce esteja em sua melhor fase. O mercado comprou essa ideia, acredita em nós. E você acredita no seu sonho empreendedor?

Ainda olhando com orgulho para o que já passamos e fizemos, queremos resgatar com você o nosso blog post mais lido de fevereiro! Um texto de 2019 sobre frete grátis no Mercado Livre. Esperamos que ele agregue muito no seu negócio online, assim como está servindo para todos os leitores que o viram nesse tempo.

Até a próxima.


Comentários

Deixa seu Comentário