fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

01/10/2021
Comentários

Imagem com notebook com relógio em cima do teclado, carrinho de compras em miniatura e texto black friday escrito.

Se te perguntassem agora como foi o seu mês de setembro, o que responderia? Foi bom? Poderia ter sido melhor? Sempre pode, não é? Mas acredite, vai ser!

Nossa missão hoje é conseguir mudar a sua perspectiva sobre os últimos 30 dias com este texto que vai abordar os melhores momentos para o e-commerce. Aqueles que talvez você nem tenha percebido, mas que mudaram o curso das coisas – e que vão seguir influenciando no seu negócio por um bom tempo.

Se é isso que você precisa para dar um gás, se prepare que temos uma enxurrada de boas notícias do mês de setembro.

Novidades que vão te deixar mais tranquilo

Foto de mulher sentada em sofá enquanto segura um jornal com uma das mãos e uma xícara de café com a outra.

Todo mundo que trabalha com e-commerce está vivendo um misto de sensações: ao mesmo tempo em que estamos imensamente felizes pela vida estar começando a voltar ao normal, bate aquela insegurança pelo que está por vir nos negócios.

Para te deixar mais confiante sobre os próximos dias, neste mês de setembro saíram duas notícias animadoras:

O e-commerce já conquistou o seu espaço no pós-pandemia

A reabertura do comércio físico também tirou o seu sossego neste mês de setembro? Temos uma notícia que vai te deixar um pouco mais tranquilo: saiu uma matéria com o relatório “Future Shopper Report 2021”, que analisa as intenções de compra dos clientes com a retomada das lojas físicas, e as informações são bem animadoras.

Segundo o estudo, 72% dos consumidores que compraram neste período têm a intenção de prosseguir com as compras online, o que reflete também nas intenções de compra. O parâmetro de preferência pelo online antes da pandemia era de 42%.
No ponto alto da crise sanitária esse número saltou para 64% e hoje se estabilizou nos 55%. Um ótimo número, pensando que agora os consumidores estão escolhendo pelo online e não condicionados a ele.

Os clientes estão exigindo entregas cada vez mais rápidas (e isso pode ser algo bom)

Falando em comportamentos e preferências do consumidor, um ponto que tem se estreitado desde bem antes deste mês de setembro é o tempo de entrega. Nem percebemos, mas em questão de três anos, era quase impossível que uma encomenda chegasse em menos de uma semana. Hoje, esperar mais que dois ou três dias já despertam a chateação dos clientes.

Esse é justamente o norte da análise feita pelo portal SUNO, mas sob uma nova perspectiva. Hoje os marketplaces se tornaram o padrão da sociedade, com 78% do faturamento do e-commerce brasileiro vindo deles. Logo, é esse o tipo de negócio que mais tem trabalhado para atender à demanda do consumidor.

Magazine Luiza, Mercado Livre e Via Varejo estão construindo centros de distribuição em todo o país para diminuir o chamado last mile ou último trajeto até a cidade/bairro/casa do cliente. E quem tem muito a ganhar com isso é o seu negócio! Claro, toda essa estrutura está à sua disposição, é só começar a vender com eles.

#DicaOpenK: Sabe quem pode conectar o seu e-commerce a esses e mais de 20 outros marketplaces? Nosso produto OpenK! Se você está procurando um hub de integração, descubra o Kanais.

A Black Friday já está na área!

Imagem com notebook com relógio em cima do teclado, carrinho de compras em miniatura e texto black friday escrito.

Este texto é uma recapitulação do mês de setembro, mas provavelmente você o está lendo faltando uns 30 ou 40 dias para a maior data do e-commerce brasileiro. Com isso, é bem provável que os preparativos – assim como as expectativas – estejam tomando conta de boa parte da sua atenção, certo?

A essa altura, sabemos que é impossível pedir que mantenha a calma. Mas temos alguns motivos para te incentivar a fazer ainda mais nesta data. Veja só…

Já temos um parâmetro de como será a Black Friday 2021

Temos informações chegando o tempo todo e sabemos que é impossível acompanhar tudo. É justamente para te deixar a par do que está acontecendo que criamos essa série de posts mês a mês, com notícias do ciclo anterior e a nossa opinião sobre elas.

E no mês de setembro começaram a pipocar as primeiras pesquisas sobre a Black Friday. A InfoMoney, por exemplo, lançou um texto sobre “o que as varejistas esperam do evento em 2021”.

Vamos agora te mostrar os principais dados deste compilado:

  • 71% dos brasileiros vão comprar na data: número bastante similar aos 72% do ano passado – quando batemos recorde de vendas;
  • Os marketplaces já estão se preparando: já falamos aqui como os gigantes do varejo são quem, de fato, atende – e cria – o padrão de consumo online. As principais estratégias dos grandes selles estão caminhando no sentido de:
    • Mercado Livre e Amazon: A maior parte do investimento deles, para este ano, está voltada à logística para atender toda a demanda com o máximo de entregas. Um tempo máximo de dois dias;
    • Americanas: esta será uma edição especial por ser a primeira Black Friday após a fusão entre Americanas e B2W e, para isso, eles estão organizando o mês todo de evento! As principais apostas deles estão no omnichannel, com a unificação do físico e digital;
  • Interesse pelo Online X Digital: durante o mês de setembro percebemos que o público não vai deixar o online para o físico. Porém, na Black Friday seremos absolutos: 56,7% do público vai comprar apenas online e 28,2% vai transitar entre os dois meios. Surpreendentemente, mesmo com o avanço das vacinas, o público que vai comprar apenas no físico caiu de 11,6% em 2020 para 8,9% nesta edição;

A Black Friday 2021 será sobre ofertas, mas principalmente sobre conexão com os clientes

Para arrematar o tema Black Friday, separamos um texto formidável escrito pelo André Dylewski, da RTB House, e publicado no TI Inside no início do mês de setembro.

Nele, é feito um contraponto sobre os dois grandes pontos que o cliente deseja nessa temporada de vendas: boas ofertas e relacionamento. É citada, inclusive, uma pesquisa que a própria RTB fez, apontando que 83% dos brasileiros consideram que “compartilhar valores com as marcas é importante”.

Mas como associar o relacionamento com a Black Friday? O André nos conta:

  • Aposte na personalização: para ele, o ideal é que você aproveite esses dias pré-evento (mês de setembro e outubro) para aprimorar o branding da marca. Invista em e-mail marketing no e-commerce com o nome de cada usuário e também em vídeos que contam a história de usuários reais. Com o uso de inteligência artificial é possível personalizar qual história gera maior identificação para cada pessoa e gerar recomendações;
  • Aprimore sua segmentação: foi-se o tempo em que para se ter uma boa estratégia de marketing digital era necessário apenas determinar a classe social, idade e gênero. Mas a boa notícia é que hoje temos meios de conseguir mapear dados mais relacionados ao gosto e sensações ao comprar determinado produto.

#DicaOpenK: Para te ajudar a entender melhor essa relação entre informações demográficas e sensíveis, leia nosso texto sobre “público-alvo e a persona: descubra a diferença e os impactos nas estratégias do seu e-commerce“.

Já está na hora de pensar na Black Friday do seu e-commerce!

Bola de cristal em cenário iluminado em tons de roxo, azul e amarelo. Dentro da bola há escrito “black friday” em neon.

Direta ou indiretamente, você pode ver que todo este texto sobre o mês de setembro abordou temas pertinentes à Black Friday. E não é para menos: essa é a maior data do e-commerce mundial! Tanto que a própria Julia Rueff, diretora de marketplace para varejo do Mercado Livre, disse:

A Black Friday chega a compilar 10 dias de vendas para alguns dos nossos vendedores.

Ter um e-commerce é sobre lidar com as adversidades. Nos últimos tempos aprendemos isso como nenhum outro modelo de negócio. Mas também precisamos ser mais generosos com o nosso segmento… Veja o quanto evoluímos nesse período, o quanto o seu negócio ganhou maturidade em questão de meses.

Faça esse exercício e perceba que só assim você estará realmente aberto para o que há por vir. E no mês de setembro, outubro e novembro todos os olhos estão atentos para a Black Friday. Os seus também devem estar.

No nosso texto “não é muito cedo para começar a falar sobre a Black Friday 2021” você vai encontrar muito mais que argumentos para te convencer a isso. Vamos te dar um cronograma de planejamento desde o mês de setembro até a sexta-feira de 26 de novembro.

E para colocar em prática, conte com a gente! Conheça melhor o que podemos fazer pelo seu negócio clicando neste banner:

Banner de divulgação OpenK com jovens mulheres trabalhando e texto sobre as soluções que são oferecidas pela empresa.


Comentários

Deixa seu Comentário