fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

06/01/2021
Comentários

Miniatura de carrinho de compras com caixa de presente dentro.

Não é segredo para ninguém que as operações nos e-commerces cresceram e muito durante a pandemia. Para provar isso é só olhar as pesquisas recentes, que mostram que os marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento do mercado virtual neste ano. Mas só ter seus produtos nessas plataformas não garante sucesso. A questão é: você sabe vender na internet?

Só quem tem um e-commerce sabe que vender na internet não é um processo fácil. Exige melhorias contínuas para acompanhar as tendências, atender às necessidades do seu cliente e trazer mais vendas para seu negócio. E talvez seja por isso que é um processo tão recompensador: você aprende todo dia.

Não existe uma receita pronta para vender na internet e trazer o sucesso da noite para o dia. Mas estamos aqui hoje para te contar detalhes que os sites por aí não te contam e que vão fazer a diferença na sua operação.

Pronto para se destacar? Vem que a gente te conta como.

Duas pessoas em frente a notebook analisando gráficos em papel.

Por que vender na internet?

No começo da pandemia a gente já te adiantou que vale sim a pena vender na internet, seja qual for o seu segmento. E essa está longe de ser uma tendência passageira. O que o isolamento fez foi só acelerar e consolidar uma transformação que mais cedo ou mais tarde aconteceria.

As vantagens de vender na internet são inúmeras: seu serviço ou produto pode ganhar uma notoriedade maior, deixando de ser uma operação limitada a uma região, e você ainda oferece a comodidade do cliente comprar sem sair de casa – convenhamos, isso cai muito bem na situação atual.

Quem faz a sua operação online então já entende todas as vantagens e facilidades e, principalmente, os erros para não cometer no seu e-commerce. E se você é daquelas pessoas focadas e que vive pesquisando como melhorar o seu negócio, olha só esses pontos que vão fazer toda a diferença:

Toda melhoria leva tempo pra dar resultado

 

É fato que os clientes não gostam de páginas lentas e que não carregam nunca. Bom, nem os clientes e nem o próprio Google. O maior buscador do mundo apontou que 2 segundos é o tempo ideal de carregamento de uma página de e-commerce.

Isso quer dizer, basicamente: adapte-se ou seu ranqueamento vai ser prejudicado. Se você já pensou nesse ponto e deu um jeito de melhorar o desempenho do seu site, ótimo. Mas esteja ciente de que os resultados não vêm imediatamente.

Como a gente já te disse, vender na internet é um processo de melhorias constantes e é preciso ter paciência. Mesmo depois que você mexer no tempo de carregamento do site e os resultados do ranqueamento melhorarem, as vendas em si ainda vão demorar mais um tempinho para alavancar também.

Bom, esse é só um exemplo. Qualquer atualização que você fizer aí no site do seu e-commerce vai precisar de tempo para ser reconhecida e trazer os resultados que você tanto quer.

Melhorar o SEO para e-commerce requer várias ações, mas nós garantimos que, no final, vale muito a pena e ajuda o seu negócio a crescer. Confira nossas dicas para otimizar seus resultados no Google.

Notebook sobre uma mesa. Ao redor há um caderno, caneta, caneca e flores.

Não existe e-commerce sem promoção

Só no primeiro semestre de 2020, as vendas nos e-commerces cresceram 145%, o que é ótimo para quem quer vender na internet.

Por outro lado, isso mostra que o mercado está mais competitivo do que nunca. Por isso a gente afirma que e-commerce sem promoção não vende. Pode ter certeza que se você não fizer, seus concorrentes vão – e o seu cliente está sempre atrás do melhor preço.

Mas claro que não precisa prejudicar a saúde financeira do seu negócio para isso. Com um bom planejamento você pode organizar promoções sazonais, como Dia das Mães, dos Pais ou uma Black Friday.

Com uma gestão de estoque bem feita também é possível oferecer descontos naqueles produtos que você sabe que estão encalhados.

E olha só essa dica especial para vender na internet: dá para remarcar alguns produtos também. É só colocar o preço com uma margem de lucro maior como preço original, fazendo aquele “De: X Por: Y”. Fica parecendo promoção e isso estimula compras.

Lembrando que fazer isso não é mentir. É apenas considerar a margem que você deveria ter e acabou abrindo mão para colocar o produto à venda.

Cuidado na estrutura de conteúdo

Quem quer vender na internet precisa ter muita atenção com a hierarquia do site.

Se você for seguir o padrão de colocar os produtos mais vendidos e preview de algumas categorias ali na Home mesmo, não tem erro. Depois disso, o foco tem que ir direto para o conteúdo – e aqui já estamos falando de texto.

Use todo o seu potencial – ou contrate um especialista nesse assunto – para criar o conteúdo das páginas de categorias e de produtos (e também dos desdobramentos de cada produto específico). O mínimo que esses textos devem ter é 500 palavras, caso contrário não vai fazer muita diferença.

Ah, e não se esqueça de usar as palavras chaves na redação dos seus textos. Os termos certos te ajudam a segmentar o seu produto e ainda te posicionam melhor nas pesquisas do Google. Tem vários guias que podem te ajudar na redação não só dos seus produtos, mas também nas redes e com emails.

Miniatura de carrinho de compras com caixa de presente dentro.

Você está competindo com os marketplaces

A gente já te mostrou ao longo deste texto que os marketplaces vem faturando muito e que a concorrência só cresce. Talvez seja até por isso que a era dos e-commerces solitários e empresas pequenas esteja com os dias contados.

Se você está pensando que por conta disso está tudo perdido, calma! A tendência é se adaptar e vender seus produtos nos marketplaces e se manter na disputa com seus concorrentes.

Aqui na OpenK temos soluções B2B, B2C, o Kanais e o Restock. Todas elas são opções para facilitar a vida de quem tem um e-commerce e quer praticidade de gerenciamento online. Com o Amplia Vendas não é diferente: você vende em diversos marketplaces com recursos exclusivos, sem limitação de produtos e ainda não precisa se preocupar com o estoque.

Isso mesmo, você não se preocupa com o estoque porque você não precisa ter um. Entenda agora como é vender na internet com estoque zero por meio do dropshipping.

A gente te espera lá!


Comentários

Deixa seu Comentário