fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

30/08/2018
Comentários

Recompra no e-commerce

A recompra no e-commerce é um dos esforços mais necessários de se realizar depois que você estabelece uma estratégia inicial para impulsionar suas vendas até um nível confortável.

Na verdade, a estratégia de recompra no e-commerce deveria ser elaborada no início das suas operações, mas nós entendemos que muitas vezes o mais importante ao começar é a captação de clientes. Essa é a realidade, mesmo que não seja aconselhável trabalhar assim.

No fim das contas, o resultado é que, depois de lançar o e-commerce e começar a ter uma trajetória positiva de vendas, você acaba notando que seus clientes não voltam. Como melhorar a situação? É o que você vai ver neste artigo. Vamos juntos?

Por que a recompra no e-commerce é importante?

Antes de te explicar a importância da recompra, vamos ver alguns dados? A Social Miner lançou recentemente seu relatório da movimentação dos e-commerces durante o dia dos pais, e os índices de recompra estão nas alturas: quase 33% das compras em e-commerces foi feita por usuários recorrentes.

A recompra no e-commerce diz respeito a uma relação de equilíbrio. Na maior parte das vezes, as lojas virtuais captam seus clientes através de estratégias de SEM – Search Engine Marketing. Esse trabalho requer investimentos em mídias pagas, principalmente o Google Adwords.

Porém, essa captação de novos clientes muitas vezes pode ser custosa. O Adwords requer que você dê lances em uma palavra chave específica para aparecer no topo da página de pesquisas quando alguém coloca essa palavra no buscador. Dependendo do custo dessas palavras, você pode chegar a pagar até R$ 40,00 por uma única venda.

Recompra no e-commerce: computador, sacolas de compra e carrinho de supermercado.

Isso não é viável a longo prazo. A recompra no e-commerce equilibra essa situação: ao invés de investir para captar novos clientes, você garante que aqueles que já te conhecem, os que já te custaram algum dinheiro, voltem e comprem mais. Essas vendas extras não têm custos adicionais.

Assim, seu negócio não fica dependente de mídias pagas para funcionar, e você sabe como ele realmente é percebido pelos seus clientes.

Como estimular a recompra no e-commerce?

São várias as formas de estimular a recompra no e-commerce sem precisar gastar demais. Na verdade, os gastos só vão surgir mesmo na contratação de algumas ferramentas para trabalhar o marketing de relacionamento.

E é importante entender que relacionamento só funciona com diálogo. Na maior parte das vezes, a recompra só se torna possível quando você fala a mesma língua do cliente e segue sua linha de pensamento.

Veja só algumas ferramentas para te ajudar:

E-mail marketing

Seu cliente fez uma compra? Agora você tem o seu e-mail. Não deixe essa grande oportunidade passar: elabore estratégias de e-mail marketing para trabalhar bem a recompra no e-commerce.

Recompra no e-commerce: mapa de compra pelo e-commerce

Existem diferenças fundamentais entre o e-mail para captação do cliente e aquele voltado para a recompra. O primeiro é mais amplo, enquanto o segundo é muito mais direcionado. Veja alguns exemplos de pautas para e-mails de relacionamento:

  • O que achou dos nossos serviços?
  • O produto serviu para suas necessidades? Se não, faça uma troca grátis!
  • Confira alguns produtos relacionados com o que você vem comprando!
  • Aviso: sua garantia vence daqui a seis meses!
  • (Se você trabalha com assinaturas) Vamos renovar o seu plano? Ele vence em X dias!

Mas o e-mail marketing também precisa de um bom trabalho de redação se você quer estimular a recompra no e-commerce. Tenha uma linguagem mais próxima, especialmente ao lidar com renovação de assinaturas, cobranças, etc. Saiba como seu cliente se comunica e faça igual!

As redes sociais

As redes sociais e o e-commerce vão tão bem quanto café com leite. Trabalhar bem as mídias sociais é ter mais proximidade com o seu cliente, além de ser um ótimo local para estar em contato com eles.

Recompra no e-commerce: amigos sorrindo com emoji

Através de publicações patrocinadas, você pode inclusive atingir clientes em potencial com posts que eles não veriam normalmente, mas cuidado: as redes sociais são mais voltadas para o relacionamento e captação de leads, não necessariamente para a conversão em vendas.

Uma ótima maneira de trabalhar bem as redes sociais é integrando o seu atendimento ao chat do Facebook, Instagram e Twitter. Assim, você expande sua atuação em atendimento e ainda consegue mais chances de impressionar seus clientes.

Programas de fidelidade

Nada melhor do que programas de fidelidade para realmente resolver a questão da fidelização.

Descontos progressivos de acordo com a quantidade de compras são os mais comuns. Quando o cliente comprar mais de uma quantidade determinada de vezes, ofereça algum produto grátis ou descontos progressivos. 10% na segunda compra, 15% na terceira e assim sucessivamente, de acordo com a sua margem máxima.

Os brindes também funcionam bem em programas de fidelidade, mas eles precisam ser úteis. Se você oferecer alguma coisa sem utilidade, será muito difícil trazer algum valor para o cliente. Presenteie com algo que faça sentido com a realidade dele e com o seu segmento.

A recompra no e-commerce não é difícil de estimular, você só precisa prestar atenção ao que o seu cliente quer e precisa.

E já que estamos falando em cliente, que tal saber mais sobre como a experiência do usuário no seu site atua nas vendas? Vamos juntos!


Comentários

Deixa seu Comentário