fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

14/06/2019
Comentários

No último dia 3 de junho, aconteceu em Natal (RN) o primeiro E-commerce Conference’19. O evento, que foi realizado com o intuito de ajudar os empreendedores da região, foi totalmente gratuito e contou com a presença de grandes nomes do comércio eletrônico e do desenvolvimento de tecnologias para o ramo.

Realizado pela Openk Tecnologia, em parceria com a B2W  – responsável pelas operações de marketplaces como Americanas.com e Submarino – o evento aconteceu no espaço SebraeLab e trouxe propostas inovadoras, multifuncionais e colaborativas, para incentivar o desenvolvimento de ideias e remodelagem de negócios para o comércio eletrônico.

O evento foi incríve, e você confere aqui um resumão de tudo o que rolou por lá! Seja muito bem vindo à E-commerce Conference ’19 da OpenK.

Pequena caixa de papelão sobre teclado de notebook. Na caixa, há o desenho de um carrinho de compras.

E-commerce Conference 2019 em Natal – acompanhando o crescimento do Nordeste

Se ainda restava alguma dúvida sobre a solidez do comércio eletrônico no Brasil, a abertura do E-commerce Conference’19 trouxe todas as respostas.

Nascido em Natal e fundador da Openk Tecnologia, Efraim Borges abriu o evento trazendo dados importantes sobre o comércio eletrônico e, em especial, sobre o crescimento dessa modalidade de negócios no nordeste brasileiro.

Efraim apresentou números do relatório feito pela Ebit|Nielsen, que mostram que o nordeste foi o que mais cresceu no mercado de e-commerce, sendo responsável por 27% dos R$7 bilhões arrecadados no comércio eletrônico em 2018.

O tom da fala de Efraim foi lógico e, ao mesmo tempo, emocionado. Mostrando grande interesse em ser pivô nesse empoderamento nordestino, ele recentemente abriu uma filial da OpenK Tecnologia – sediada em Uberlândia, MG – em Natal, sua cidade de infância.

Efraim apresentou os dados como justificativa para os investimentos no e-commerce, que só cresce dia após dia. O futuro é de quem busca por ele, não de quem espera que ele aconteça. Esse evento, e a fala do nosso fundador, foi uma provocação para que as pessoas presentes aproveitassem a oportunidade que a região vem nos apresentando, e passassem a ser agentes ativos na busca pelo futuro do comércio brasileiro.

E falando nisso…

O mercado de comércio eletrônico no Brasil

Logo após a abertura do evento, o especialista em implantação e gestão de e-commerces da Openk, Eduardo Leão, apresentou um breve panorama da realidade do mercado de comércio eletrônico no Brasil.

Segundo a fala dele, o Brasil já se encontra no penúltimo nível de evolução de consumo no comércio eletrônico. Os brasileiros consomem cada vez mais produtos e serviços na internet. O que antes era mais restrito já vem chegando aos bens não-duráveis, como vinhos, cosméticos e serviços de assinatura.

A expectativa de faturamento para este ano, mostra Leão, chega a um número recorde, de R$61,2 bilhões de reais. Em 2018, o setor faturou R$53,2 bilhões de reais.

Infográfico da Ebit / Nielsen mostrando a rota global do e-commerce.

Eduardo ainda destaca das vantagens em se manter um negócio completamente online, citando as  facilidades de se inserir no mercado como motivo principal. Além dos baixos custos de inauguração e manutenção, os comércios online ainda possuem a vantagem de estarem sempre abertos e não precisar de espaço físico para estoque – basta ter bons fornecedores de dropshipping e crossdocking.

Leão finaliza a sua fala com os desafios de ter um comércio eletrônico no Brasil. Impostos e tributações são questões básicas, mas outras –  como regionalidade e cultura – também precisam ser levadas em conta, transformando-se de obstáculos para oportunidades.

  Imagem em vetor: loja física versus loja virtual (representada por um notebook com toldo).

Os desafios logísticos no Brasil também são questões principais. Ainda existem territórios não cobertos ou considerados perigosos para entrega, o que dificultam as vendas online. Agora, os comerciantes precisam ir em busca de soluções para superar todas as dificuldades e encontrar soluções viáveis para crescer.

Finalmente, entendemos pela apresentação do nosso especialista que o debate saiu da rivalidade entre comércio on e offline e passou a ser sobre aliança entre as duas modalidades. A integração total das compras, não “o fim” de qualquer modalidade, é a maior tendência para o futuro.

O marketplace e a nova forma de consumo – vantagens e desvantagens

Gerente comercial da maior companhia de marketplaces do Brasil – a B2W – Lucas Boletta trouxe toda a sua experiência para falar sobre essa modalidade de comércio eletrônico, que apesar de não ter nada de nova, para muitos consumidores finais vem sendo um novo recurso.

Com anos de experiência em e-commerces pioneiros, como a Americanas.com, Shoptime e Submarino, Lucas nos apresentou uma perspectiva essencial para quem quer seguir os negócios com comércio eletrônico.

Ele falou um pouco sobre a democratização do acesso à internet e as buscas por experiências cada vez mais inovadoras e os reflexos no consumo. A rotina atribulada e os preços maiores nas lojas físicas refletiram diretamente no aumento das compras feitas através do comércio eletrônico. Lucas também falou sobre a expectativa de crescimento nominal de 15% para 2019.

No entanto, apesar dos números, Lucas aponta que o comércio eletrônico no Brasil é pouco explorado, representando uma oportunidade enorme para algumas regiões – o que inclui o Nordeste. E para não perder mercado, Lucas Boletta aposta na inovação!

Está na hora de você ter o seu comércio eletrônico!

Para finalizar a noite de palestras, Efraim Borges apresentou algumas grandes tendências para o futuro do e-commerce, usando como exemplo dois novos produtos em lançamento: o Amplia e o Venda Estoque Zero.

O Amplia,  plataforma facilitadora para novos empreendedores no comércio eletrônico, aposta na tendência de que cada vez mais os pequenos negócios vão se tornar presença garantida no mundo do e-commerce. A plataforma da Openk garante que o lojista possa montar a sua loja online e integrar com marketplaces – tudo isso de forma facilitada e sem precisar de profissionais de programação.

O segundo lançamento da noite foi a plataforma VEZ – Venda Estoque Zero, lançada pela Openk como uma solução para integrar lojistas que buscam por soluções de dropshipping e cossdocking, aos fornecedores mais bem avaliados do mercado. A rede visa conectar os empreendedores aos fornecedores, facilitando a comunicação e ajudando a ampliar o mercado de comércio eletrônico.

O Venda Estoque Zero está apostando alto na tendência de automação logística, que cresce a passos largos no Brasil e no mundo. Em alguns anos, crossdocking e dropshipping provavelmente serão as operações padrão em logística de entrega. A plataforma, de uso simples e democrático, garante que você encontre pessoas que estão interessadas a fazer esses negócios com o seu e-commerce. Nunca foi tão fácil navegar em tendências e abraçar o novo!

A OpenK tecnologia segue em plena expansão, de olho nas novidades do mercado e no que elas representam para os novos empreendedores. Quer saber mais sobre nós? Entre em contato e converse com nossos especialistas!


Comentários

Deixa seu Comentário