fbpx

Blog Openk

Provedora de soluções de vendas e gestão

  1. Home
  2. • blog

16/07/2021
Comentários

Imagem de prédios de uma cidade com elementos iluminados de celular, cifrão, armazenamento em nuvem e internet.

Costumamos dizer que o varejo é um reflexo da sociedade. De fato, sempre nos reinventamos para atender as necessidades do consumidor brasileiro, seja quais forem as circunstâncias.

Se voltássemos a 1900 as vendas ainda eram feitas atrás de um balcão e dependiam totalmente de uma única pessoa. Com o tempo isso não foi mais viável, a demanda e o próprio consumidor exigiram uma autonomia maior. Daí que foram criados os mercados de autosserviço por volta de 1950.

Mas a necessidade de ir em cada loja para comprar um item específico foi ficando desgastante. “E se houvesse um só lugar com tudo o que eu preciso?” Essa foi a pergunta-chave para o surgimento do Shopping Iguatemi de São Paulo, em 1966, por exemplo.

A partir desse momento, para que o e-commerce surgiu levou um tempo. Hora por problemas de tecnologia, hora por entraves políticos. Mas, podemos dizer que foi só no finalzinho dos anos 90 e início dos 2000 que começou a se fortalecer. Ainda assim, vender online, hoje, não é nem de longe o mesmo que se fazia tempos atrás – principalmente de 2020 pra cá.

E você, quer fazer seu e-commerce como o mercado e o público exigem atualmente ou vai ficar parado no tempo? É hora de dar o próximo passo com o varejo B2C e nós te mostramos como.

Varejo para além do físico

Neste último ano o varejo se viu obrigado a abandonar de vez a ideia de que só se vende pelo balcão e com a porta da loja aberta – dois pontos que são culturais para o setor desde sempre.

As normas de distanciamento físico e todas as suas consequências fizeram as vendas online explodirem. Inclusive, a sexta edição do relatório Neotrust apontou um crescimento de 68,5% no faturamento em relação à 2019 – foram R$ 126,3 bilhões arrecadados com o varejo online.

Isso quer dizer que o futuro do varejo B2C vai ser o mais tecnológico e independente do físico possível? Não é bem assim. Vamos te explicar melhor…

O futuro do varejo será omnichannel!

É verdade que o e-commerce foi, para muitos negócios, a única forma de conseguir vender na pandemia. E é também inegável que a tecnologia tem sido uma grande aliada do varejo. Mas lembra que dissemos que os negócios b2c são um reflexo daquilo que o público pede? Pois então, o que seu cliente deseja hoje é comodidade e proximidade – e isso envolve também o físico.

É só analisar as últimas tendências do e-commerce: o live commerce, o SAC 3.0 e até mesmo a realidade aumentada e o voice commerce. Todas elas, no fundo, vieram para suprir a impessoalidade que o varejo ganhou quando migrou para o digital.

#DicaOpenK: Ser próximo do seu cliente precisa ser uma prioridade em todas as esferas do seu negócio. Hoje o consumidor só vai se conectar com a sua marca se ele compartilhar dos mesmos valores. Por isso, precisamos falar sobre a responsabilidade social nas empresas.

Talvez você esteja ouvindo essa palavra pela primeira vez, mas o significado de omnichannel é bem simples: “omni”, do latim “todo/tudo” e “chanel” do inglês “canal”. Logo, quer dizer “todos os canais”. Acompanhe o exemplo para entender melhor:

Você é o dono da rede de “supermercados K”, bem famosa no seu estado e que, inclusive, conta com produtos de marca própria. Apesar de não ser um dos negócios de varejo que tiveram que fechar na pandemia, as vendas não estavam indo tão bem assim porque as pessoas não queriam sair de casa nem para ir ao mercado. Quando iam, já estavam com a listinha pronta, sem comprar aqueles itens “de impulso” como doces e salgadinhos.

Foi então que você tratou logo de aprender como vender online na pandemia, afinal, supermercado virtual era (e ainda é) um alerta de negócio. Como o negócio já contava com um serviço de delivery, não seria tão complicado, era só receber os pedidos e enviar para a casa do cliente.

Mas não foi bem assim que aconteceu. Você acabou enfrentando alguns problemas…

  • Atendimento: O número de pedidos têm aumentado e a demanda por clientes querendo tirar dúvidas e fazer reclamações também. Mas, diferente do varejo físico, onde era só chamar um atendente ou o gerente, o seu negócio não estava preparado para atender as demandas online. Nem tempo para isso a sua equipe tinha; 
  • Tempo: Em um negócio dinâmico como supermercados, o seu cliente não entendia que havia uma hierarquia no prazo de entrega. Muitas vezes ele acordava às 9h da manhã e queria todos os itens para começar a fazer o almoço ao meio dia. O que era impossível; 
  • Estoque: Mesmo com uma rede imensa, com várias unidades, o seu estoque era limitado. Não foram raras as vezes onde o e-commerce vendia um item, mas, no mesmo instante, vários clientes na loja física compravam todas as unidades, o que trazia um certo transtorno;
  • Abrangência: Por mais que você atenda todo o estado, passaram a chegar pedidos de regiões bem específicas e distantes. Fazendo os cálculos, não compensava para o cliente pagar pelo trajeto e nem para o seu negócio, que ficaria com o entregador ocupado um longo período para levar uma única encomenda.”

Então, como resolver esse problema? Isso mesmo, com o omnichannel. Mas na prática, você sabe mesmo o que fazer?

#DicaOpenK: Seja qual for o seu tipo de varejo digital, o valor de frete é sempre um problema. Para que esta não seja uma realidade sua, leia o nosso texto: “frete: não deixe que os seus clientes desistam das suas compras!

Descubra o B2C OpenK

Esquema de funcionamento do ecossistema OpenK B2C. Há 3 telas de computador conectadas por pontos e lista de funcionalidades.

Primeiramente, para você que ainda não conhece a OpenK, precisamos nos apresentar: somos uma empresa focada em criar soluções online para grandes operações. Isso quer dizer que, seja qual for o modelo do seu negócio, nós seremos capazes de elaborar um e-commerce exatamente do jeito que você precisa.

E assim fazemos através dos nossos módulos que agem em pontos específicos. Você pode contratar um, dois ou todos eles. Mas, hoje, vamos falar exclusivamente do B2C OpenK, uma solução voltada para e-commerces que atendem diretamente o cliente final.

Gostamos de dizer que não somos uma empresa de tecnologia, mas uma empresa de vendas que utiliza a tecnologia para alcançar os melhores resultados. Com esse pensamento você já deve imaginar que o B2C OpenK não vai apenas criar um site de vendas para o seu varejo. Vamos criar soluções que vão te levar mais longe – inclusive com o omnichannel.

Voltando ao exemplo do “supermercado K”, veja como o B2C Openk poderia ajudar:

Criação do site

Bom, vamos começar pelo básico – que no nosso caso não é tão básico assim. Tenha em mente que, quando falamos de plataformas de e-commerces, existem dois grandes grupos:

Há aquelas mais simples, em que é necessário “apenas” ter um design responsivo, bonito, e que comporte os produtos que serão ofertados. Este é o caso do Amplia Vendas, nosso braço que cuida de operações mais simples. Nele há algumas opções de design para serem escolhidas. Você coloca o seu logotipo, cadastra os produtos e já começa a vender. É ideal para operações que consistem, basicamente, em receber pedidos e despachá-los.

Já no caso do B2C OpenK criamos soluções para empresas que têm uma operação mais complexa no varejo, que exigem regras de negócios mais específicas. Neste caso, nós marcamos uma reunião, descobrimos as suas necessidades e criamos juntos o seu site, executando qualquer nível de personalização.

Vamos te dar um exemplo:

Selfcar

Captura de tela do e-commerce Selfcar com alguns produtos e na lateral esquerda segmentações para facilitar a busca.

No varejo existem diferentes tipos de negócios, cada um vendendo produtos com níveis de complexidade diferentes e nós estamos preparados para atender a todos. Um exemplo disso é um site de autopeças, em que o grande ponto de atenção é a ampla categorização de produtos.

Já parou para pensar em quantas peças existem em um carro? Pois é, agora imagine que um produto que serve em uma marca de carro pode não funcionar em outra. Mesmo que seja a mesma, ainda há casos em que o ano do veículo ou potência podem mudar um encaixe que seja, inviabilizando a compatibilidade.

Este é o caso do site B2C que fizemos para a Selfcar. O maior desafio aqui foi dar essa liberdade de segmentação. São muitos detalhes que podem gerar confusão na hora do cliente comprar, então precisamos deixar tudo o mais claro possível para que ninguém compre errado ou pior, deixe de comprar por não encontrar o que deseja.

Considerando que o cliente deseja um “filtro para ar condicionado”, ele pode facilmente encontrar essa categoria logo na primeira página. Depois disso, há toda uma árvore de subcategorias para encontrar exatamente o que deseja. Ou pode ser mais fácil ainda…

Todos os nossos sites possuem um sistema de busca avançada, permitindo que o cliente encontre exatamente o que deseja. Quando começar a digitar, os itens correspondentes aparecem com ilustrações. Agora, se nenhuma for compatível, é só clicar em “buscar” que aparecerá o produto exato.

Sites que não possuem a busca avançada isso não vai acontecer. Caso o consumidor digite ”filtro de ar Kia Cerato”, vão aparecer todos os resultados relacionados ao filtro (de óleo, câmbio, motor..) e a Kia Cerato. O que ao invés de segmentar, só complicaria ainda mais.

Busca avançada do e-commerce Selfcar. Buscando por “filtro ar” aparece uma lista de itens relacionados.

Mas essa é apenas a “parte visível” do nosso trabalho. Na verdade, muitas de nossas soluções para o varejo nem são vistas pelo cliente, mas facilitam demais na parte operacional e possibilitam funções únicas.

Atendimento

O omnichannel diz que o seu e-commerce de varejo B2C deve estar pronto para atender o seu cliente onde ele achar mais conveniente. Pode ser que queira uma resposta rápida ou precise de uma explicação sobre o que acabou de comprar. Neste caso, normalmente, a opção escolhida é o telefone.

Agora, se o que ele deseja é menos urgente, mandar uma mensagem no Whatsapp já resolveria o problema. Porém, se o caso for uma reclamação, pode ter certeza de que vai mostrar toda a sua insatisfação comentando na sua última postagem nas mídias sociais.

Tudo isso pra dizer: mais do que oferecer múltiplos canais, a regra máxima aqui é um atendimento unificado. Ele não vai poder sentir a diferença de tratamento entre um canal e outro, além do mais, é preciso ter todas as informações para um atendimento personalizado.

Um estudo da Microsoft apontou que 72% dos clientes esperam que os atendentes conheçam seu histórico de compras e contatos anteriores. Ou seja, esteja preparado.

SAC OpenK

Tela do sistema de gerenciamento SAC com destaque para a parte de dados do cliente e serviço desejado.

Voltando ao exemplo do supermercado K. Já vimos que apenas os profissionais existentes não conseguem cuidar de suas funções e ainda atender aos chamados do varejo online. Mas isso não é um problema! Você pode contratar o nosso sistema de SAC que te oferece os seguintes recursos:

  • Sincronização com CRM: (sistema onde ficam todos os dados do cliente, como compras feitas, dados pessoais e relatório de atendimentos anteriores). Munido de todas essas informações, você já vai poder acompanhar gostos e preferências. Incrível, não é?
  • Listas de ocorrências: Pode ser que a entrega do seu cliente tenha chegado faltando itens e, além do mais, foi cobrado um valor errado. Neste mesmo atendimento, o cliente pode ser encaminhado para o setor financeiro e logístico, resolvendo todos os problemas. 

Tempo de entrega

Não basta vender, para o omnichannel o varejo precisa vender e entregar com expertise. Por isso, os e-commerces criados com o B2C OpenK possuem portabilidade com o seu sistema ERP. Isso vai permitir uma integração entre todas as unidades do seu supermercado.

Quando um cliente clicar em “finalizar pedido”, instantaneamente será feita uma análise de qual unidade estará mais próxima dele, diminuindo o tempo de entrega e também reduzindo o valor de frete.

#DicaOpenK: O ERP – Enterprise Resource Planning, ou planejamento de recursos da empresa, é um sistema logístico que traz diversas facilidades para o e-commerce. Sugerimos que você leia o texto: “o que é e para que serve o ERP?” para entender melhor.

Retirada na loja

O maior exemplo do varejo omnichannel é o serviço de “retire na loja”. Tem algo mais integrado entre online e offline que isso? Com nossas integrações você também pode oferecer essa opção de checkout que tem sido a preferida dos clientes. Uma pesquisa feita pelo Manhattan Associates e vinculada no e-commerce Brasil mostrou que, no Brasil, 60% dos consumidores pedem para retirar os seus produtos no local.

Isso é ótimo para o cliente e também para o seu negócio: os mais apressadinhos e econômicos não vão precisar esperar ou pagar pela entrega e, de quebra, o seu serviço de delivery não vai ficar tão sobrecarregado.

Organização de estoque

Relembrando o caso do produto fora de estoque, em que um cliente pega o produto que já havia sido vendido para o varejo digital, o ERP também pode te ajudar nisso.

Com ele, a cada venda que é efetuada – seja online ou quando o consumidor passa pelo caixa – automaticamente é dada baixa no sistema, mostrando o produto como indisponível para quem está comprando pelo e-commerce.

Abrangência

Aqui demos o exemplo de um supermercado online, mas a verdade é que nenhum e-commerce consegue vender para todo o mundo. Aliás, alguns até pensam que para se ter uma loja online é preciso entregar para o Brasil inteiro, mas não é assim que funciona e com o B2C Openk o seu varejo pode aproveitar todas as possibilidades.

Nosso módulo permite que você determine áreas de atuação específicas onde deseja focar os seus esforços. Para CEPs onde não for interessante para o seu negócio, nem disponíveis para compra os seus produtos vão estar.

Multiloja

Você observou que, no exemplo, o seu supermercado já possui uma estrutura considerável, vendendo, inclusive, produtos de marca própria. Essa é uma estratégia muito utilizada no varejo para aumentar o reconhecimento da marca e ainda conseguir reduzir custos.

Neste caso, você pode criar dois sites diferentes vinculados a um mesmo admin. Isso mesmo! O B2C OpenK permite que você tenha um e-commerce multimarcas com todo o catálogo de produtos do supermercado para vendas online e outro só com a marca própria. Mas o gerenciamento será feito de forma unificada.

Essa gestão unificada significa que você vai ter um catálogo único de produtos, mas pode ter duas (ou mais) URLs, determinando preços diferentes para cada uma delas, por exemplo.

B2C OpenK e nossos outros módulos

Quatro mockups de caixas brancas retangulares, cada uma com um produto OpenK - B2B OpenK, B2C OpenK, Kanais e Restock.

Até aqui você pode conhecer algumas das soluções para o varejo que o B2C OpenK oferece. Mas como já falamos, somos uma empresa de vendas com soluções criativas para você ir além. Temos ainda outros produtos que podem deixar o seu supermercado virtual ou qualquer outro negócio ainda mais escalável na internet – algumas delas você nem imagina.

B2B OpenK

Lembra quando falamos que você pode ter um e-commerce B2C para o seu supermercado que vende multimarcas e outro para ofertar apenas os produtos próprios? O que acharia se ele fosse voltado apenas para outras empresas poderem comprar de você para revender?

Pense sobre isso. Segundo a McKinsey, o varejo online B2B cresceu 62% na pandemia – a quarta maior ascensão do mundo! Com ele você só tem a ganhar:

  • Abrangência: Seu supermercado terá pequenas mercearias vendendo seus produtos em todo o Brasil, o que aumentará bastante sua base de clientes para lugares onde você nem imaginou;
  • Reconhecimento de marca: Ter os seus produtos em várias vitrines vai fortalecer a sua marca no inconsciente dos clientes. E com uma marca forte, toda sua operação no varejo ganha mais consumidores;
  • Maior faturamento: E-commerces B2B tem uma recorrência maior de compra e fidelização de clientes. Além do mais, você vai vender lotes inteiros e não apenas produtos avulsos.

Mas um e-commerce B2B não é só um site comum que vende em atacado? Não na OpenK! Aqui, além de tudo o que viu no B2C, você ainda pode contar com:

  • Escolher públicos determinados: Já falamos sobre segmentar regiões, mas nas vendas para outras empresas levamos isso a outro patamar. Você pode escolher vender apenas para quem tem CNPJ, determinar quantidade mínima de compra ou de produtos únicos. Tudo de acordo com o que for compensar mais para o seu negócio; 
  • Força de vendas: Com o tempo você vai se encantar e querer apostar ainda mais no B2B e as possibilidades são infinitas, por exemplo, contar com representantes que visitam pequenos mercados de bairro oferecendo os produtos. Neste caso, cada vendedor terá um login que funciona sem internet com as metas, clientes que atende e produtos vendidos;
  • Televendas: O seu supermercado online vai vender para várias mercearias, certo? Só que o Varejo B2B é um mar de negociadores. Por isso, um contato direto pode ser bem interessante para fechar acordos de entregas de X produtos/mês, por exemplo. 

#DicaOpenK: Conheça mais sobre essas e outras soluções para o varejo entre empresas acessando a página B2B OpenK.

Kanais OpenK

Ter um e-commerce B2C é ótimo, principalmente quando você já tem um público que conhece a sua marca, como é o caso do supermercado K. Mas hoje sabemos que o padrão do varejo online no Brasil são os marketplaces.

O relatório Webshoppers 42 constatou que, no ano passado, 78% do faturamento online veio dessas plataformas. Então porque não estar onde já se sabe que os clientes estão?

O Kanais é o nosso hub de integração com marketplaces que vai conectar o seu estoque às maiores plataformas do mercado hoje. São quase 20 opções e você pode escolher entre um, dois ou todos eles. Já pensou vender na Americanas os produtos próprios da “marca K”?

A vantagem de ter o Kanais junto ao B2C OpenK é que, em um só sistema, você terá a visão e gerenciamento de toda a operação, podendo escolher quantos produtos disponibilizar exclusivamente em cada plataforma, mudar os preços, fazer promoções… Tudo de forma integrada.

#DicaOpenK: Procurando um hub de integração? Descubra o Kanais

Restock

O Restock é o nosso módulo direcionado para as vendas por estoque zero (VEZ). Isso quer dizer que, com ele, você consegue vender produtos sem precisar tê-los no estoque, o que economiza um bom dinheiro destinado a estrutura, além do valor dos próprios produtos, que ficam parados enquanto não são vendidos.

Nós trabalhamos com dois métodos de VEZ e fazemos a conexão relacional entre você e os fabricantes ou transportadoras, além do sistema da operação.

#DicaOpenK: Descubra mais sobre o Restock e o VEZ no nosso texto Soluções OpenK: entenda como vender por estoque zero

Não criamos um site, criamos soluções para o varejo B2C

Imagem esquematizando “por que escolher a OpenK?”. Há a logo da empresa no centro que se conecta a ícones com motivos.

Provavelmente, quando você abriu este texto não imaginou que ter um simples e-commerce B2C envolveria tantos recursos. Não que o seu negócio esteja condicionado a aplicar todas elas, esta é uma decisão que só cabe a você e, principalmente, a sua percepção de negócio.

No fundo, todas as soluções que criamos seguem o mesmo raciocínio que utilizamos para iniciar este texto: o varejo é um reflexo da sociedade. Mas hoje não há mais um padrão de sociedade universal. Somos múltiplos. Temos vontades e motivações de compra que são despertadas por combustíveis diferentes em cada um.

Vamos inverter o questionamento de hoje, se pergunte: “o que o seu cliente precisa para levar o seu negócio mais longe?”. Pense um pouco e depois acesse a nossa página exclusiva do B2C OpenK e decida quais das nossas soluções você precisa.

Ah, e se tiver qualquer dúvida, é só comentar aqui neste texto ou enviar um e-mail para: contato@openk.com.br. Combinado?


Comentários

Deixa seu Comentário