Arquivo da categoria: Dicas para seu negócio

homem fazendo entrega de produto

Guia da Entrega: quais são as melhores formas de envio?

Para que o seu e-commerce conquiste o coração do cliente, um dos caminhos mais rápidos é uma entrega eficiente. Mas na hora de decidir o formato do frete, é preciso conhecer tudo sobre as diferentes opções do mercado para conseguir oferecer a entrega mais rápida e segura.

Para te ajudar a se aprofundar no mundo do frete, criamos esse artigo descrevendo quais são os tipos de envio e como garantir o melhor prazo de entrega, principalmente em épocas de fluxo maior de vendas, como o Natal.

Vamos rastrear essas entregas!

Desenho vetorizado de um trabalhador realizando uma entrega do correio.

Entendendo os tipos de entrega

Por conta do movimento do Natal, é normal que os e-commerces tenham um pouco de dificuldade para acompanhar o ritmo dos pedidos, principalmente na hora da entrega. Por isso é importante conhecer todos os tipos de frete disponíveis no mercado para alcançar uma dinâmica de vendas mais eficiente.

Presente de Natal que chega depois do Natal não é presente, é quase prêmio de consolação. Se os seus clientes estão contando com você para uma entrega rápida e eficiente, algo que praticamente todo mundo diz oferecer no mundo dos e-commerces, o mínimo que você deve fazer é conseguir entregar o prometido.

O mundo dos e-commerces é muito competitivo, e os consumidores estão cada vez mais exigentes. Se você promete algo, deve cumprir. E mesmo que você não diga explicitamente “Entrego suas encomendas até o Natal”, a proximidade da data coloca essa pressão em todos os negócios.

Você precisa entregar. Vamos conhecer mais sobre os métodos?

Correio

O correio é o tipo de entrega padrão, oferecida por praticamente todos os e-commerces. Os Correios, empresa estatal responsável pelo serviço no Brasil, deixa a desejar em alguns aspectos, principalmente no prazo, mas pode ser muito eficiente dependendo da região do país. Em alguns lugares é a única opção, além de ser relativamente barato.

Entre as opções de entrega oferecidas pelos Correios atualmente, temos PAC, Sedex, e-Sedex, Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje.

Os principais produtos dos Correios são o PAC e o Sedex. O primeiro é um serviço com prazo mais longo para o frete, porém com preço acessível. Já o segundo oferece uma entrega expressa de abrangência nacional, mas a um custo maior.

O Sedex possui algumas modalidades que prometem uma entrega com prazo ainda mais reduzido, o Sedex 10 e 12, que entregam o produto até as 10h da manhã ou 12h do dia seguinte, respectivamente. Pela urgência, são mais caros que o serviço de frete padrão e não estão disponíveis para todo o Brasil.

Ainda mais restrito é o serviço do Sedex Hoje, que além de ser muito mais caro possui abrangência ainda mais limitada – portanto, pouco atrativo para a maioria dos clientes.
Uma outra modalidade interessante de correio que pode ajudar os e-commerces é o Clique e Retire. Com essa alternativa, o cliente pode optar por retirar a compra direto em uma agência dos Correios, caso não fique em casa em horário comercial para receber o produto. Quando chegar, os Correios enviarão um SMS ao destinatário informando que a encomenda está disponível.

Dropshipping

Desenho vetorizado de um trabalhador realizando uma entrega saindo do computador enquanto uma mão lhe oferece dinheiro.

O dropshipping é um serviço de entrega em que o produto sai do fornecedor diretamente para o comprador, sem passar pela empresa de varejo digital.

Por dispensar um intermediário, essa entrega costuma ser mais rápida e prática, cumprindo um prazo curto, além de representar uma redução significativa de custo para todas as partes envolvidas.

O valor economizado pelo e-commerce em manutenção de um estoque, por exemplo, pode ser convertido em parte em descontos para os clientes, o que torna o dropshipping uma ferramenta de frete que faz seu negócio mais competitivo para o mercado.

Talvez o ponto mais complicado do Dropshipping é fazer a integração de dois negócios – indústria e e-commerce, B2B e B2C – visando um final único, a entrega em si. É por isso que ferramentas de integração como o ReStock são tão populares: elas conseguem fazer o meio de campo e tornar toda a experiência mais satisfatória e garantida.

Transportadoras

Se o seu volume de vendas é muito grande, então você com certeza irá precisar de uma transportadora para cuidar da entrega. A partir de um certo ponto, o preço dos Correios deixa de compensar e é mais proveitoso contratar uma empresa especializada, com serviço mais eficiente e que ajude a cumprir o prazo.

No caso do B2B, por exemplo, o volume de mercadorias costuma ser massivo, o que inviabiliza os Correios como opção para frete. Além disso, é importante contar com uma empresa que ofereça mais segurança, facilidade de rastreamento e também esteja mais comprometida com o seu negócio.

Se a sua empresa comercializa artigos de luxo ou muito delicados, esses serviços se tornam duplamente necessários. Hoje já existem transportadoras especializadas em todo tipo de mercadoria, desde peças de arte, como estátuas, pinturas e vasos,até equipamentos médicos.

Frete internacional

Desenho vetorizado de um pacote de frete internacional sendo entregue dentro do prazo.

Para o seu e-commerce crescer de verdade, é importante considerar a possibilidade de frete para qualquer lugar do mundo! Para isso existem algumas opções que listamos abaixo.

Os Correios oferecem alguns serviços de entrega internacional. As modalidades mais baratas costumam ter o prazo de entrega demorado, e as que garantem uma entrega mais ágil costumam ser bem caros. Por isso, a empresa não é a melhor opção.

Algumas transportadoras internacionais trabalham no Brasil e até podem estabelecer acordos específicos para o seu e-commerce, dependendo do volume de entregas. Duas das mais conhecidas são a UPS e a FedEx. Elas também oferecem apoio para evitar problemas com regras alfandegárias que possam impedir seu produto de chegar ao cliente no prazo estabelecido.

Esse é um fator muito importante a ser observado na hora de oferecer frete internacional: o Brasil tem acordos alfandegários diferentes para cada país e a entrega precisa respeitar a documentação e os parâmetros exigidos por eles.

É por isso que algumas empresas brasileiras trabalham com entrega apenas para alguns países, como China e Estados Unidos: é complicado se adequar às normas de vários países e continuar entregando no prazo sem a ajuda de uma empresa de frete internacional ou sem onerar o cliente.

O importante é ser sempre honesto com os clientes e mantê-los informados durante todo o processo de entrega. A entrega chegar dentro do prazo determinado é uma obrigação sua em primeiro lugar, independentemente do serviço de correio contratado. Fique de olho!

Se você se interessa por economizar tempo e dinheiro com a sua entrega, o dropshipping é uma alternativa excelente e pode ajudar a sua empresa a decolar. Conheça mais vantagens do uso desse serviço no nosso artigo!

Dois homens apertam as mãos: o atendimento ao cliente depende de respeito.

Atendimento ao cliente e sua experiência: qual a relação?

Quem quer melhorar o atendimento ao cliente precisa pensar em toda a dinâmica da empresa a partir desse foco. Isso porque a relação da clientela com o negócio não se limita ao processo de venda, mas é afetada por tudo que é feito na rotina do seu trabalho.

Assim, o principal passo para melhorar o atendimento ao cliente é reformular o funcionamento da sua empresa, passo a passo, pensando em como deixar todo o relacionamento com a clientela melhor. Desse modo, o aumento do lucro vai ser apenas consequência de um serviço bem feito.

O foco no atendimento ao cliente

Uma empresa é como uma corrente: tão forte quanto seu elo mais fraco. Se houver um único setor despreparado para o relacionamento com o cliente, isso compromete todo o negócio.

Pense, por exemplo, no caso de um e-commerce: a plataforma de vendas precisa ser user friendly, os preços precisam ser vantajosos, os produtos precisam ser os mais atraentes para o público-alvo, a entrega precisa ser rastreável e eficiente, e o cliente precisa de acompanhamento após o recebimento da compra.

Se um desses pontos falha, toda a experiência pode acabar se comprometendo. Ao mesmo tempo, se o atendimento ao cliente é ineficaz, a experiência com certeza se compromete.

É preciso ter em mente que o cliente é o principal parceiro e a primeira função de qualquer negócio é servir a ele. Não existe empresa sem clientes, não importa se ela oferece serviços ou produtos; ignorar as necessidades de quem compra ou contrata é sinônimo de prejuízo, a curto ou longo prazo.

Como trabalhar o atendimento ao cliente

Com base no sucesso de empresas que surgiram ou se reformularam tendo em vista a melhora no atendimento ao cliente, podemos formular alguns tópicos que funcionam como diretrizes para trabalhar essa estratégia no seu negócio.

Homem ri olhando computador: a satisfação é prioridade no atendimento ao cliente.

Pilares de valor

Se a satisfação do cliente é a nova base da dinâmica da sua empresa, então com toda certeza o atendimento será muito importante. É o que aconteceu com a Nubank, fundada por David Vélez após uma experiência horrível tentando abrir uma conta bancária.

Vélez resolveu começar seu próprio banco, no qual seria simples abrir uma conta e as taxas não seriam tão altas. O foco da empresa sempre foi priorizar o atendimento ao cliente e usar da facilitação da experiência para atrair pessoas. Quando isso é bem executado, a fidelização dos clientes e a divulgação pelo boca a boca se tornam fatores que ajudam no crescimento.

O resultado foi uma startup que chegou ao mercado em 2013 e em pouco tempo atingiu o valor de R$1 bilhão de reais. Se a Nubank não tivesse construído, desde a sua concepção, o foco em possibilitar o melhor atendimento ao cliente, dificilmente teria atingido o sucesso que tem. Você pode reformular sua empresa usando esses mesmos princípios.

O cliente estava em evidência desde a fundação da empresa. Ela foi criada com o propósito de ajudá-los. Isso se reflete nos seus sucessos.

Pense o propósito da empresa

Qual a função da sua empresa? Por que você existe no mercado? Que espaço está tentando ocupar? Se você respondeu “lucro” para qualquer uma dessas perguntas, saiba que essa é a resposta padrão dos empresários. Todo negócio deseja lucro.

É importante, no entanto, pensar fora da caixa. Para ir além da resposta óbvia, pense na famosa Matriz BCG, que separa os produtos de uma empresa pelas classificações de Estrela, Vaca Leiteira, Questionamento e Abacaxi.

Se você quer ter mais produtos Estrela e Vaca Leiteira, – com altas taxas de crescimento e participação no mercado ou crescimento moderado com pouco investimento, respectivamente – precisa pensar na sua relação com o próprio mercado. A Coca-Cola foca seu marketing e publicidade nas experiências dos clientes com o principal produto de sua marca. A lição aqui é sempre pensar na forma como a clientela vê a sua empresa.

O exemplo da Coca-Cola é perfeito para entender como enxergar o próprio posicionamento da vida dos clientes. A empresa entendeu que vende um produto que vai além de ser uma simples bebida gaseificada e cuja presença em atividades sociais permite que a marca se conecte diretamente com experiências subjetivas do público.

Sempre existe um aspecto do seu produto que vai além de sua função óbvia para o cliente. Exemplos: o material escolar é mais do que uma ferramenta de trabalho, é uma conexão com o momento de aprendizado e a experiência escolar que ficará para sempre na memória. A supercola pode ser um elemento de uma história engraçada em uma nova casa.

Aprenda a enxergar isso para compreender seu real relacionamento com os compradores e melhorar o atendimento ao cliente.

Estabeleça cargos profissionais focados no atendimento

Três mulheres usando o computador em conjunto.

Quer ter certeza de que está fazendo o melhor possível com o atendimento ao cliente na sua empresa? Então estabeleça cargos que tenham como principal função justamente executar a tarefa de otimizar esse relacionamento.

É isso que fez a RD Station ao criar o cargo de Customer Success, cujo foco é auxiliar o cliente a atingir sucesso não só no uso da plataforma, que é o principal produto da empresa, mas em todos os outros aspectos.

Por isso o foco passa a ser não apenas em vender a plataforma, mas ensinar a usá-la, explicar funções dela que o cliente talvez não conhecesse por conta própria, e até dar dica sobre como resolver problemas que ela pode ajudar a diagnosticar.

Com isso eles conseguem a fidelização dos clientes, atraem novos assinantes e garantem que seus melhores usuários continuem no mercado.

Portanto, pense sempre no atendimento ao cliente como uma base do seu negócio, e não como um aspecto secundário na hora de conduzir os negócios. Manter uma clientela ativa, engajada e fidelizada é essencial para uma empresa prosperar.

Dicas como essa ajudam seu negócio a prosperar e você pode encontrar muitas outras no nosso blog. Visite agora mesmo e comece a mudar o destino do seu negócio!

dropshipping no B2B

Dropshipping no B2B é o futuro dos negócios?

Sua indústria já adotou o dropshipping no B2B? Mais do que uma tendência passageira, esse modelo de negócio tem se consolidado como o caminho do futuro, sendo adotado por diversas indústrias e ajudando a tornar o processo de vendas mais eficiente.

Para entender a dimensão das mudanças influenciadas pelo dropshipping no B2B, é preciso conhecer as vantagens que ele oferece e também que caminhos esse modelo de negócio pode seguir no futuro. É isso o que propomos neste artigo: um olhar mais aprofundado sobre como o dropshipping promove grandes transformações.

Vamos começar?

A tendência do dropshipping no B2B

O dropshipping já faz parte do dia a dia dos e-commerces e conta com diversas histórias de sucesso que atestam sua eficiência. Ainda assim, existem lojistas que torcem o nariz quando ouvem que o modelo é o futuro dos negócios.

Dropshipping é quando a indústria recebe o pedido direto do lojista e o envia diretamente para a casa do cliente. É quando a indústria junta a função de produtora e provedora da logística de entrega.

Apesar da falta de números que mostram seu crescimento, já que é um advento recente, há diversas outras vantagens visíveis para quem pensa em adotar o dropshipping no e-commerce. Vamos conversar sobre elas?

Controle de estoque

Quando o lojista começa a montar um e-commerce, um dos primeiros problemas que surgem é a questão da logística de estoque. Afinal de contas, o negócio vai precisar armazenar os produtos que ele vende, certo?

Errado. O uso do dropshipping no B2B elimina a necessidade de manter um estoque de forma tão ou mais eficaz quanto o crossdocking. O que você, como indústria, oferece ao lojista é a possibilidade de eliminar essas preocupações referentes ao estoque. Vender com o modelo dropshipping é vender comodidade e tranquilidade, e a certeza de aumentar as vendas dos seus clientes B2C.

A economia gerada pelo dropshipping no B2B vem justamente do fato do produto não ficar “parado” em nenhum momento, indo da fábrica direto para o cliente do e-commerce. As vantagens são grandes para o e-commerce e não custa mais para o fabricante. Mas o modelo não fica só nessas vantagens: estoque dinâmico, que se movimenta, é a marca de uma indústria que não apresenta perdas por armazenamento e que, portanto, lucra mais.

Estoque cheio: os gastos com estoque são reduzidos através do dropshipping no B2B.

Com a inclinação cada vez maior dos e-commerces para o dropshipping, os fornecedores que não oferecerem o serviço vão começar a encontrar resistência e podem perder clientes fiéis.

É difícil argumentar contra as vantagens do modelo para os lojistas. Adotar o dropshipping no B2B é uma questão de sobrevivência para a indústria. Mas não só isso: ele apresenta vantagens de automação para o fabricante também.

Isso porque o próprio estoque da fábrica pode ser reduzido com o dropshipping. Com o pedido realizado e a economia de tempo do produto não ter que passar por um segundo estoque, dá para produzir a partir do pedido diretamente, atendendo apenas demanda específicas e evitando prejuízos.

Aumento das vendas

Se adotar o dropshipping no B2B é mandatório para a indústria, ser um dos pioneiros a adotar o modelo pode ser uma enorme oportunidade de negócios de modo geral. Afinal de contas, oferecer o serviço no qual os e-commerces estão interessados é uma atração extra na hora de conquistar novos clientes.

Pense dessa forma: se você demorar a adotar o dropshipping no B2B, os e-commerces que normalmente fazem negócio com você podem começar a procurar outro fornecedor. Se adotar antes do concorrente, você terá a oportunidade de conquistar uma fatia maior de mercado!

Isso é um simples reflexo da demanda crescente por indústrias que forneçam no sistema de dropshipping.

Integração multi departamentos

Adotar uma plataforma perfeita para o e-commerce e para a indústria é importante para se manter na frente do mercado. A adoção do dropshipping também é uma excelente oportunidade de aumentar a integração entre departamentos da sua empresa através de uma mudança no sistema.

Entre as práticas que vêm junto com a adoção de uma plataforma de dropshipping no B2B estão a padronização dos pagamentos, que ajuda também a parametrizar a entrada de capital e ter um maior controle financeiro sobre a operação como um todo.

Além disso, é possível acompanhar as vendas por relatórios mais detalhados, tornando mais fácil identificar os motivos dos atrasos e falhas nas entregas, o que permite melhorar a fábrica e oferecer um serviço melhor.

Também é possível acompanhar várias setores com uma mesma ferramenta, provando que a adoção do dropshipping no B2B não serve de vantagem só para o e-commerce.

Reposição automática

Com o SKU certo, o e-commerce gera pedidos de reposição automaticamente e o fornecedor já pode se ocupar de produzir e entregar. Isso descarta a necessidade de contato entre comprador e vendedor e economiza tempo entre o esgotamento do estoque no cliente final e o pedido de abastecimento, de modo que você sempre possa atender às demandas da clientela.

O lojista não gosta de esperar, e muitas vezes nem pode. A espera por reposição, a elaboração de um pedido, a confirmação com o fornecedor, tudo isso leva tempo. Ter a possibilidade de trabalhar com a reposição automática vai eliminar de vez esse tipo de preocupação.

E esse é só o primeiro aspecto da automação que a reposição automática oferece. O contato entre você e o lojista fica muito mais simplificado, já que pedidos de compra são realizados automaticamente, conforme eles vão chegando, através de uma ferramenta integrada a ambos ERPs ou CRMs.

Para a logística, é só vantagem: ao invés de um caminho que sai da indústria, passa no lojista, vai para uma central de distribuição (no caso dos correios) e só então chega no cliente final, a mercadoria já sai direto da produção para a entrega. Isso garante maior confiabilidade e agilidade no processo.

Funcionário cuidando de estoque: os custos de adotar o dropshipping no B2B são mais que compensados pela redução de custos.

Por tudo isso, a reposição automática no Dropshipping B2B é excelente para a fidelização. Quando tudo está acordado entre lojista e indústria – questões como margens, taxas pelos serviços logísticos, pedido mínimo, etc. -, é uma situação ganha-ganha.

E ainda há outro ponto: a automatização do pedido gera uma cadeia de negócios que incentiva o lojista a continuar com o fornecedor. Isso acontece sem a necessidade de contato entre comprador e vendedor, já que os sistemas conversam entre si, combinando quantidade e prazos.

As vantagens são enormes para o lojista, já que ele nunca terá falta de estoque e poderá atender qualquer demanda que surgir, fidelizando o próprio cliente. Nessa cadeia de fidelização, a indústria sai ganhando tanto quanto o empreendedor B2C.

O Dropshipping com certeza veio pra ficar. O importante é só saber de uma coisa: o quanto sua indústria está preparada para o futuro?

Que tal conhecer o Restock, plataforma da OpenK para dropshipping? Dê o salto para o futuro! Se quiser tirar alguma dúvida sobre o modelo de negócios para sua indústria, entre em contato conosco.

fidelizar clientes da Black Friday

Como fidelizar clientes da Black Friday?

A Black Friday é excelente para trazer clientes novos até o seu e-commerces. Seria um desperdício deixar passar a oportunidade de converter esses novos clientes em compradores regulares. Ter clientes fiéis é muito mais interessante do que ter um tráfego irregular, mesmo que ele seja alto.

A melhor forma de fidelizar clientes da Black Friday é começar durante o próprio evento. Quer saber como garantir uma boa taxa de retorno? Então confira as nossas dicas nesse artigo.

Por que fidelizar clientes da Black Friday

O seu negócio com toda certeza tem um fluxo constante e um crescimento estável no número de visitas que são convertidas em vendas e assim por diante. É natural que esse fluxo siga uma certa “tendência” de crescimento.

A Black Friday é um ponto fora da curva. Durante o período, se você tiver se preparado corretamente, um número muito maior de clientes vai visitar seu site procurando ofertas e oportunidades. Passado o frenesi, o esperado é que o fluxo volte ao normal, mas não precisa ser assim.

Se você se dedicar a fidelizar compradores da Black Friday, é possível estabilizar seu fluxo de clientes em um nível acima do que é o padrão até agora para seu e-commerce. Essa é a forma mais eficiente de fazer seu negócio decolar.

Existem diversas técnicas recomendadas para fidelizar clientes da Black Friday. Vamos indicar abaixo algumas delas para você começar a cuidar disso.

Disparos de e-mail personalizados

fidelizar clientes da Black Friday: pessoa comprando pela internet

Receber o feedback por parte dos clientes a respeito dos serviços prestados durante a Black Friday é uma ótima forma de identificar erros e pontos fracos no seu processo de vendas que podem estar agindo na contramão da fidelização. Mas não é apenas para as críticas que serve o feedback por e-mail.

Se você fizer o cliente se sentir relevante para seu negócio, mostrando que a opinião dele importa não só na hora da compra, as chances dele voltar serão maiores. Você deve mirar em um plano de três passos muito simples:

  • Oferecer a oferta como atrativo para novos clientes;
  • Oferecer uma experiência de compra agradável;
  • Garantir que eles voltem quando os preços estiverem normais.

Em três tópicos estabelecemos o básico sobre fidelizar clientes da Black Friday. Esse é o intuito, fazer com que eles retornem e prefiram você mesmo depois dos preços voltarem ao normal.

Atenção especial

Muitos e-commerces, infelizmente, tratam os clientes da Black Friday de forma um pouco fria, como se eles fossem números e nada mais. Isso não ajuda o cliente a se identificar com a marca e com a loja, ele só pensa que está saindo no lucro por pagar mais barato e pronto. Quando tudo funciona dentro do mínimo esperado, ok, cada um segue seu rumo e tudo certo. O cliente talvez se lembre da loja onde ele pagou mais barato na Black Friday.

Mas o intuito não é esse. Seu trabalho é fidelizar clientes da Black Friday, e portanto eles merecem atendimento especial. Veja algumas práticas de atendimento que ajudam a fidelizar clientes da Black Friday:

  • Se houver uma reclamação sobre produtos quebrados ou que não foram úteis, ofereça a troca;
  • Continue a enviar ofertas para o cliente de produtos relacionados ao que ele já comprou;
  • Ofereça auxílio e explicações sobre o uso dos produtos que podem exigir alguns conhecimentos específicos para serem melhor aproveitados;
  • Trabalhe sempre que possível com respostas pessoais e diretas ao invés de textos padrão.

Cupom de desconto

fidelizar clientes da Black Friday: placas de promoção

Quer surpreender o cliente e garantir que ele vai voltar para a loja? Então crie um cupom de desconto com uma arte bem bonita e envie junto com o produto para ele.

O cliente vai se sentir quase que na obrigação de usar o cupom, já que se sentirá em desvantagem se ignorá-lo. É o gatilho da escassez funcionando, segundo a teoria de Cialdini: o cliente se sente mais propelido a comprar se perceber que pode perder uma vantagem se não o fizer. Se você coloca um ótimo desconto e ainda estipula um prazo de validade, melhor ainda.

Depois de uma segunda compra bem sucedida, ele já terá acumulado duas experiências positivas com a sua loja. Nessa altura, esse cliente já está muito qualificado para as ações de fidelização que estamos citando, como o disparo de e-mails personalizados, ofertas exclusivas, etc.

Emendar promoções

Quer fidelizar clientes da Black Friday para que eles voltem sempre? Então faça outras promoções na sequência!

Não precisa ser nada muito grande ou que comprometa seu orçamento. Você pode, por exemplo, fazer uma liquidação do setor que vendeu menos na Black Friday. Envie para os leads captados na data a informação sobre a promoção. Pode ter certeza que eles vão voltar para visitar!

A ideia é fazer o novo cliente seguir gerando fluxo de vendas no site após a Black Friday. É como uma loja física que têm sempre clientes em potencial passando para dar uma olhadinha: quanto mais gente dentro da loja, mais oportunidades para fechar uma venda.

Uma boa forma de trabalhar a fidelização é com campanhas promocionais de Natal. As duas datas comemorativas são próximas e dá pra emendar uma na outra para que o cliente compre novamente com você seus presentes de fim de ano!

Contudo, se você quer realmente fidelizar clientes da Black Friday, precisa garantir uma excelente primeira impressão e evitar erros para que tudo dê certo na data e o cliente saia satisfeito.

Temos as dicas certas para isso também. Aprenda aqui como não cometer alguns dos piores erros da Black Friday!